O kwanza angolano voltou esta terça-feira a sofrer uma depreciação, desta vez de quase 2%, face ao euro, já com o efeito das novas limitações introduzidas esta semana pelo Banco Nacional de Angola (BNA) para travar a especulação cambial.

Desde que a moeda europeia passou a ser a referência para o mercado de câmbios de Angola no novo regime flutuante cambial, a 9 de janeiro, a moeda angolana já acumula uma depreciação de quase 26,5% para o euro, que agora vale 253,7 kwanzas na compra (pelos clientes), e praticamente 20% para o dólar, que passa a valer 207,0 kwanzas, segundo cálculos feitos pela Lusa com base nas novas taxas cambiais divulgadas esta terça-feira pelo BNA.