O ministro das Finanças afirmou esta quarta-feira que as exportações portuguesas atingiram 42% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2017, indicador que considerou um sinal da resiliência da economia nacional face a uma evolução na política monetária europeia.

Mário Centeno transmitiu este dado económico no final de um encontro entre o primeiro-ministro, António Costa, e a diretora-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, no âmbito do Fórum Económico Mundial, que decorre em Davos, na Suíça.

Questionado sobre o cenário de uma mudança a prazo na política monetária na zona euro, o presidente do Eurogrupo e titular da pasta das Finanças do Governo português defendeu que Portugal “está agora muitíssimo melhor preparado para aquilo que é o futuro da política monetária e económica europeia”.

“O país mostra muita resiliência em diversos indicadores. Em 2017, Portugal atingirá 42% das exportações no peso do PIB e um crescimento histórico da quota de mercado”, disse.

Mário Centeno acentuou que as exportações portuguesas, ao longo do último ano, “cresceram muito mais do que o comércio internacional, o que significa que há uma base de sustentabilidade forte da evolução económico-financeira nacional”. “Isso permitirá enfrentar melhor os desafios futuros, incluindo os da política monetária”, sustentou o ministro das Finanças.