Óbito

Morreu Mark E. Smith, vocalista dos The Fall

102

Mark E. Smith, vocalista dos The Fall, morreu aos 60 anos. As causas da morte ainda não são conhecidas. A banda britânica já tinha cancelado um concerto em Portugal por problemas de saúde do cantor.

Mark E. Smith, vocalista e líder dos britânicos The Fall, morreu esta quarta-feira aos 60 anos, confirmou o agente da banda. O motivo da morte do artista ainda não foi desvendado, mas a banda chegou a cancelar um concerto em Portugal em novembro do ano passado “por motivos de saúde” do vocalista. Mark E. Smith era o único membro constante dos The Fall desde a criação da banda, em 1976.

Num comunicado enviado à imprensa pelo agente dos The Fall, Pam Van Damned anunciou a morte do vocalista e pediu “privacidade neste momento triste”. E também prometeu dar mais notícias “mais detalhadas nos próximos dias”.

Os The Fall surgiram em 1976, na cidade Manchester, no Reino Unido, e depressa se converteram numa das principais bandas do movimento pós-punk, mantendo-se em atividade durante mais de 40 anos.

“Dragnet”, “Totale’s Turn”, “Perverted by Language”, “Cerebral Caustic” são alguns dos seus principais álbuns.

O grupo, que ao longo da sua história teve diferentes formações, somando dezenas de músicos, e encontros e desencontros entre os seus membros, contou sempre com Mark E. Smith como líder e ‘insígnia’.

O músico, escritor de canções e vocalista nasceu em 05 de março de 1957, no Lancashire.

Formou a banda aos 19 anos, inspirado por um concerto dos Sex Pistols, a que tinha assitido no Free Trade Hall de Manchester, e pelo romance “A Queda”, Albert Camus – “The Fall”, na tradução inglesa.

Em 2008 publicou a autobiografia “Renegade: The Gospel According to Mark E. Smith”, escrita em parceria com Austin Collins.

Há um ano, na data do seu 60.º aniversário, a BBC noticiou por erro a sua morte. “Idiotas”, disse ao The Guardian, na sua derradeira entrevista, no outono passado, hoje recuperada pelo jornal britânico. “Isso foi parado em minutos pelos fãs dos Fall”.

Conhecido pela irascibilidade, inconformismo, foi definido um dia, pela crítica, como um “estranho tipo de tesouro nacional anti-matéria”.

“É importante para si permanecer zangado?”, perguntou-lhe o The Guardian, no passado outono. “‘Yeah’. As pessoas continuam a atravessar a rua [quando me veem]. Ainda tenho isso. Posso esvaziar um pub quando quiser. É um talento”.

A banda britânica Fat White Family dedicou-lhe a canção “I Am Mark E Smith”. “Não a ouvi, mas disseram-me que era boa”, disse ao The Guardian.

Os The Fall tinham cancelado uma digressão anunciada para final de agosto, nos Estados Unidos, com concertos em Nova Iorque e Louisville, no Kentucky, depois de Smith ter sido hospitalizado, por problemas no sistema respiratório.

No verão passado, foi anunciado o regresso da banda a Portugal (depois da presença no Out.Fest, no Barreiro, em 2013), para um concerto único no Hard Club, no Porto, em novembro, que também viria a ser cancelado, “devido a problemas de saúde” do vocalista.

As atuações marcadas para Bristol e para o Koko Club, em Londres, no Reino Unido, em 29 e 30 de novembro, foram as últimas canceladas pela banda.

Em julho de 2017, os The Fall editaram o seu 32.º e derradeiro álbum de estúdio, “New Facts Emerge”.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Moçambique

O homem que fazia tremer o chão

João Vaz de Almada
867

Afonso Dhlakama era um político sem filtros, sem subterfúgios, sem artimanhas e isso tornava-o diferente dos demais políticos. Era, sem dúvida, um one man show.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

Detalhes da assinatura

Acesso ilimitado a todos os artigos do Observador, na Web e nas Apps, até três dispositivos.

E tenha acesso a

  • Assinatura - Aceda aos dados da sua assinatura
  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Inicie a sessão

Ou registe-se

Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)