O euro subiu esta quinta-feira de novo e chegou a ultrapassar 1,25 dólares pela primeira vez em três anos, após declarações do presidente do Banco Central Europeu (BCE), sobre um crescimento acima do esperado na zona euro.

Em conferência de imprensa, Mario Draghi afirmou que a economia da zona euro “acelerou mais do que era esperado na segunda metade de 2017”.

Cerca das 18:00 (hora de Lisboa), o euro negociava a 1,2487 dólares, quando na quarta-feira à mesma hora seguia a 1,2391 dólares.

O euro tem vindo a subir face ao dólar e na quarta-feira atingiu o nível mais elevado desde dezembro de 2014, ultrapassando 1,24 dólares. Hoje ao início da tarde chegou a negociar a 1,2537 dólares.

Draghi referiu-se à valorização do euro indicando que o BCE vai estar atento à volatilidade da moeda única.

Sem nunca citar o secretário do Tesouro norte-americano, Steven Mnuchin, que defendeu na quarta-feira em Davos os benefícios de um dólar fraco, o que levou a uma descida da divisa norte-americana face às principais moedas, o presidente do BCE criticou “o uso de palavras” em questões monetárias, lembrando que existem compromissos multilaterais para que os países não interfiram nas taxas de câmbio das suas moedas.

Esta quinta-feira, também em Davos, Mnuchin tentou atenuar as declarações que fez na quarta-feira a defender que “um dólar mais fraco” é “bom” para os Estados Unidos, em particular para o comércio.

“A curto prazo, o nível atual do dólar não constitui um problema para mim (…). A longo prazo acredito fundamentalmente na força do dólar”, declarou Mnuchin num debate no canal CNBC.

Divisas………hoje…………….quarta-feira

Euro/dólar……1,2487………………..1,2391

Euro/libra…..0,87558……………….0,87236

Euro/iene…….135,77………………..135,27

Dólar/iene……108,72………………..109,17

EO // MSF

Lusa/fim