A XIII cimeira luso-brasileira, prevista para 2 de fevereiro, em Lisboa, foi adiada após acordo entre os chefes de Estado dos dois países, disse esta sexta-feira à Lusa a Secretaria de Comunicação da Presidência do Brasil.

Segundo a fonte, o adiamento resulta de um pedido do Presidente brasileiro, Michel Temer, ao seu homólogo português, Marcelo Rebelo de Sousa, que deseja permanecer no país para angariar apoios e garantir a aprovação da reforma no sistema de pagamentos de pensões, projeto que voltará a ser discutido no início de fevereiro pelo Congresso brasileiro.

Questionada, a Secretaria de Comunicação da Presidência do Brasil disse que ainda não há uma nova data prevista para o encontro, frisando que a cimeira foi adiada e não cancelada.

A cimeira luso-brasileira iria realizar-se pouco mais de um ano após a última reunião de alto nível entre os dois país, em novembro de 2016 e a delegação portuguesa seria chefiada pelo primeiro-ministro, António Costa, e a brasileira pelo Presidente, Michel Temer.