Já se sabe em que dias é que vão atuar os 37 concorrentes do Festival Eurovisão da Canção, que este ano se realiza em Lisboa. O sorteio aconteceu ao final da manhã desta segunda-feira no Salão Nobre da Câmara Municipal de Lisboa depois de o presidente Fernando Medina ter recebido das mãos do seu homólogo ucraniano, Vitaliy Klitschko, o testemunho de Kiev, que organizou o evento em 2017.

Durante a cerimónia e sorteio, conduzidos por Sílvia Alberto e Filomena Cautela (duas das apresentadoras da edição lisboeta do evento musical), ficou-se também a saber em que parte das duas semifinais, realizadas a 8 e 10 de maio, atuarão os 37 artistas. Uma vez que o número total de participantes é ímpar, estes tiveram de ser distribuídos de forma desigual pelas duas datas — 19 artistas pela primeira semifinal (8 de maio) e 18 pela segunda (19 de maio). O que ainda não se sabe é a ordem em que cada país vai tocar no respetivo dia. Como explicou Sílvia Alberto, esse é um processo que vai acontecer mais à frente.

A lista completa, decidida em sorteio, é a seguinte:

Primeira semifinal (8 de maio)

Primeira parte

  • Bielorrússia;
  • Bulgária;
  • Lituânia;
  • Albânia;
  • República Checa;
  • Bélgica;
  • Islândia;
  • Azerbaijão;
  • Israel;
  • Estónia

Primeira semifinal (8 de maio)

Segunda parte

  • Suíça;
  • Finlândia;
  • Áustria;
  • Irlanda;
  • Arménia;
  • Chipre;
  • Croácia;
  • Grécia;
  • Macedónia.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Segunda semifinal (10 de maio)

Primeira parte

  • Sérvia;
  • Rússia;
  • Dinamarca;
  • Roménia;
  • Austrália;
  • Noruega;
  • Moldávia;
  • San Marino;
  • Holanda.

Segunda semifinal (10 de maio)

Segunda parte

  • Montenegro;
  • Suécia;
  • Hungria;
  • Malta;
  • Letónia;
  • Geórgia;
  • Polónia;
  • Eslovénia;
  • Ucrânia.

“É um grande momento para Lisboa, para a história do festival e para o povo português”

A cerimónia, que arrancou pelas 12h e foi transmitida em direto pela RTP 1, começou com a passagem de testemunho de Kiev para Lisboa. Durante um curto discurso, o presidente da Câmara Municipal, Fernando Medina, destacou o “enorme prazer para Lisboa” receber a Eurovisão. “É um grande momento para Lisboa, para a história do festival e para o povo português”, afirmou, referindo-se à capital portuguesa como “uma das cidades mais vibrantes e fascinantes do mundo”.

O autarca, que falou em inglês, tal como os restantes intervenientes na cerimónia, aproveitou para convidar quem assistia “para esta grande aventura que serão os próximos meses”. “Podem ouvir muita coisa sobre Lisboa, quero dizer-vos a mais especial: as pessoas adoram receber quem vem de fora”, disse momentos antes de Vitali Klitschko lhe entregar a insígnia ucraniana. Esta, em forma de chave, vai estar em Lisboa durante um ano. Ao fim desse tempo, a cidade terá de passar o testemunho ao anfitrião seguinte, o vencedor da edição de 2018 do Festival da Eurovisão.

Na segunda parte, além do sorteio das duas semifinais, ficou-se também a conhecer em que datas é que os chamados “Big Five” (países automaticamente apurados para a final) e o país anfitrião (que também tem logo acesso à última etapa do concurso de música) irão poder votar. Reino Unido, Espanha e Portugal vão poder participar no dia 8 de maio. Itália, França e Alemanha vão votar na segunda semifinal, a 10 de maio.

A final da 63.ª edição do Festival Eurovisão da Canção, que se irá realizar no Parque das Nações, em Lisboa, irá acontecer a 12 de maio. Mas a festa começa muito antes: a partir de 4 de maio, a Praça do Comércio vai transformar-se na aldeia da Eurovisão — na Eurovision Village, que funcionará diariamente até 13 de maio, entre as 15h e as 23h. Além de um ecrã gigante onde serão transmitidas em direto as semifinais e a final, haverá concertos, animação de rua e outras atividades. A festa vai fazer-se também numa discoteca na zona ribeirinha, que toma o nome de Eurovision Club. São esperados mais de dois mil profissionais relacionados com a iniciativa e 1.500 jornalistas, além de 30 mil fãs e visitantes.

O Festival da Canção, que irá escolher o representante português, terá duas semifinais, nos dias 18 e 25 de fevereiro, nos estúdios da RTP em Lisboa, e por uma final no Multiusos de Guimarães, a 4 de março.