A economia europeia abrandou no último trimestre do ano passado, crescendo ligeiramente menos que o verificado no terceiro trimestre do ano, de acordo com o Eurostat, que estima que a economia tenha crescido 0,6% tanto na zona euro, como na União Europeia.

Depois de vários semestres a acelerar, a economia abrandou ligeiramente na parte final do ano. A economia tem mantido um crescimento trimestral estável desde o início do ano, quando cresceu 0,6%, e acelerando para os 0,7% no segundo e no terceiro trimestres.

Em comparação com o mesmo período do ano anterior, a economia da zona euro tem vindo a acelerar, à exceção do que aconteceu no último trimestre do ano. No primeiro trimestre de 2017, a economia cresceu 2,1% em termos homólogos, acelerando para os 2,4% no segundo trimestre e para os 2,8% no terceiro trimestre do ano. No último trimestre, o crescimento da economia na zona euro abrandou para os 2,7%.

Na União Europeia, a economia até estaria a crescer em média mais do que na zona euro nos dois primeiros trimestres do ano, 2,2% e 2,5%, respetivamente, mas cresceu menos no terceiro trimestre, e abrandou mais do que a zona euro na parte final do ano.

Esta é apenas a primeira estimativa do Eurostat para o crescimento na zona euro e na União Europeia no quarto trimestre de 2017. Os números podem ser revistos a 14 de fevereiro, quando o gabinete de estatísticas das comunidades europeias divulgar a segunda estimativa para as contas nacionais no último trimestre do ano passado.

Economia francesa acelera

A grande novidade, para já, é o crescimento da economia francesa ao ritmo mais elevado dos últimos seis anos. De acordo com o instituto de estatísticas francês, a economia cresceu 1,9% no ano passado, o ritmo mais elevado dos últimos seis anos.

A economia francesa, a primeira a divulgar estatísticas de crescimento na Europa, cresceu a um ritmo estável nos três primeiros trimestres do ano, e acelerou ligeiramente no final do ano, em sentido ao contrário ao que aconteceu no total dos países da União Europeia e da zona euro.