Rádio Observador

Macau

Mais de 13 milhões de hóspedes nos hotéis de Macau em 2017

O número de visitantes que se hospedaram nos hotéis e pensões de Macau representou 71,8% do total de turistas, uma percentagem ligeiramente inferior de 0,2 pontos percentuais, comparativamente a 2016.

ALEKSANDAR PLAVEVSKI/EPA

As unidades hoteleiras de Macau receberam mais de 13.155 milhões de hóspedes em 2017, mais 9,6% em relação a 2016, indicam dados oficiais divulgados esta terça-feira. Em 2017, a taxa de ocupação média atingiu 86,9%, ou mais 3,6 pontos percentuais em termos anuais homólogos, segundo a Direção dos Serviços de Estatística e Censos (DSEC).

O número de visitantes que se hospedaram nos hotéis e pensões de Macau representou 71,8% do total de turistas, uma percentagem ligeiramente inferior de 0,2 pontos percentuais, comparativamente a 2016. O período médio de permanência foi de 1,5 noites, ou mais 0,1 noites em relação a 2016.

O número de hóspedes provenientes da Coreia do Sul (501.000) registou um aumento de 64,7%, enquanto os da China continental (8.637.000) e de Taiwan (493.000) subiram de 13,5% e 3,5%, respetivamente. Já o número de hóspedes de Hong Kong (1.609.000) desceu 9,6%, indicou a DSEC.

No final de dezembro passado, o território contava 111 hotéis e pensões (mais quatro unidades em termos anuais), oferecendo 37 mil quartos (mais 2,3%). Os hotéis de cinco estrelas disponibilizaram 22 mil quartos, ou 60,1% do total, de acordo com a DSEC.

Macau recebeu, entre janeiro e dezembro, mais de 29,5 milhões de visitantes. O visitante refere-se a qualquer pessoa que tenha viajado para Macau por um período inferior a um ano, um termo que se divide em turista (aquele que passa pelo menos uma noite) e excursionista (aquele que não pernoita). Em 2016, Macau registou 12 milhões de hóspedes, mais de metade da China, com a taxa de ocupação hoteleira a corresponder a 83,3%.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Política

A sobrevivência do socialismo /premium

André Abrantes Amaral

O socialismo é a protecção de um sector contra os que ficam de fora. O desejo de ordem e a desresponsabilização é natural entre os que querem segurança a todo o custo.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)