O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, defendeu esta sexta-feira que o objetivo para a península coreana consiste na sua “desnuclearização pacífica”, apesar da recente melhoria das relações entre as duas Coreias.

Segundo Guterres, os contactos entre Pyongyang e Seul emitem sinais de esperança, em particular pelo restabelecimento de uma linha de comunicação militar para evitar erros de cálculo.

“Mas isto é apenas parte do problema”, insistiu Guterres, para sublinhar que de momento “é absolutamente essencial” impulsionar negociações entre todos os “atores chave” para garantir o processo de desnuclearização.

Em declarações aos jornalistas, o responsável máximo da ONU assegurou que a organização vai promover todos os esforços possíveis para convencer as partes a sentarem-se à mesa das negociações.

“Acreditamos que a unidade do Conselho de Segurança criou as condições”, defendeu Guterres, que tem prevista uma deslocação à Coreia do Sul para assistir à inauguração dos Jogos Olímpicos de Inverno que se iniciam a 09 de fevereiro.

As duas Coreias vão desfilar na abertura sob uma bandeira unificada na sequência do acordo alcançado nas negociações que mantiveram este mês e que permitiram reduzir a tensão registada em 2017 na sequência de diversos ensaios com mísseis promovidos por Pyongyang.