Cumprimento das missões "não está em causa"

Os quatro chefes militares, que alertaram o ministro da Defesa para o défice de efetivos, asseguraram que "não esteve, não está, nem estará em causa o cumprimento das missões das Forças Armadas".

Por Agência Lusa