O Presidente de Moçambique, Filipe Nyusi, apelou este sábado à população para aumentar a produtividade como forma de homenagear todos os que lutaram contra o regime colonial, num discurso por ocasião do feriado dos Heróis Nacionais.

“Renovo o apelo, a todo o povo, para o aumento da produção e produtividade”, da agricultura, à indústria e serviços, “como forma de honrarmos a entrega dos nossos heróis”, referiu na cerimónia central realizada em Maputo.

O chefe de Estado falava depois de ter depositado uma coroa de flores no monumento aos Heróis Nacionais, na data em que se assinala o 49.º aniversário da morte de Eduardo Mondlane, fundador da Frente de Libertação de Moçambique (Frelimo).

Mondlane foi assassinado aos 48 anos em Der-es-Salaam, Tanzânia, num atentado bombista, patrocinado pela Polícia Internacional e de Defesa do Estado (PIDE) português.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

No feriado nacional de 03 de fevereiro são evocadas as personalidades que abdicaram das suas vidas para lutar pela independência de Moçambique.

As cerimónias centrais deste sábado contaram com a presença de antigos dignitários do Estado moçambicano, representantes de partidos políticos e do corpo diplomático acreditado em Moçambique, além da população.