O mexicano Guillermo del Toro venceu, este sábado, o prémio de melhor realizador do Directors Guild of America Awards, uma distinção atribuída pela associação dos realizadores norte-americanos, pelo filme “A Forma da Água”.

Foi a primeira nomeação do realizador de “Hellboy” e “O Labirinto do Fauno”, que já tinha vencido o Globo de Ouro para melhor realizador. Nomeados para o mesmo prémio estavam Martin McDonagh (“Três Cartazes à Beira da Estrada”), Christopher Nolan, (“Dunkirk”), Jordan Peele (“Foge”) e Greta Gerwig (“Lady Bird”).

“Este era um filme que estava cheio de motivos para não resultar — e é por esses motivos que resulta. E ter-vos hoje a dizer para continuar a fazer estas fábulas insanas em que acredito há mais de 25 anos, significa o mundo para mim”, afirmou Del Toro, citado pelo Los Angeles Times.

O realizador fica assim um passo mais perto de vencer o Óscar de Melhor Realizador: dos últimos 14 realizadores que venceram este prémio, 13 arrecadaram também o Óscar. “A Forma da Água” venceu ainda o prémio de melhor filme no Producers Guild Awards e está nomeado para melhor filme nos Óscar.

A Directors Guild of America distinguiu também Jordan Peele como o prémio para melhor realizador de primeira longa-metragem com o filme “Foge”. “Este tem sido o melhor ano da minha vida”, disse Peele, cujo filme está nomeado para quatro Óscares, entre os quais melhor realizador e melhor argumento original.

No que toca à televisão, Beth McCarthy-Miller venceu o prémio de melhor realizador numa série de comédia com “Veep”, protagonizado por Julia Louis-Dreyfus, enquanto Reed Morano arrecadou o prémio para melhor realizador numa série dramática com “The Handmaid’s Tale”.

https://www.youtube.com/watch?v=PJTonrzXTJs