Sporting

Título europeu de corta-mato é como tirar 20 na escola, afirma diretor do Sporting

208

Os títulos europeus de corta-mato masculino e feminino alcançados pelos atletas do Sporting são como tirar uma nota 20 na escola, disse hoje o diretor técnico de atletismo do clube.

PAULO NOVAIS/LUSA

Autor
  • Agência Lusa
Mais sobre

Os títulos europeus de corta-mato masculino e feminino alcançados este domingo pelos atletas do Sporting são como tirar uma nota 20 na escola, disse este domingo o diretor técnico de atletismo do clube.

É um título europeu, é um titulo difícil de conquistar, é como tirar 20 a uma disciplina ou outra coisa qualquer. Têm de se esforçar, têm de dar todos o litro, há pressão, naturalmente, e a vitória é um merecido prémio”, disse aos jornalistas Carlos Silva.

Em declarações no final da Taça dos Campeões Europeus de corta-mato, disputada em Mira, distrito de Coimbra, Carlos Silva frisou que se manteve a “felicidade” da equipa, um lema que o clube lisboeta tem vindo a seguir.

“Sinto-me uma pessoa feliz, um técnico feliz, em trabalhar com estes atletas. Porque conseguiram transportar para a competição um espírito coletivo, um espírito de felicidade e um espírito de competência”, evidenciou Carlos Silva.

De acordo com o dirigente ‘leonino’, esta é “uma equipa acima de tudo com um espírito de missão, com objetivos bem definidos, bem traçados e que trabalha para os alcançar”.

Na ocasião, Carlos Silva dedicou o título europeu de corta-mato ao presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, destacando ainda o trabalho que Rui Caeiro, dirigente do Sporting com a tutela das modalidades amadoras, tem feito no atletismo.

“É um momento especial e é um momento especial dedicado à direção, nomeadamente ao presidente Bruno de Carvalho”, frisou o diretor técnico do atletismo sportinguista.

O Sporting venceu hoje o título masculino na Taça dos Campeões Europeus de corta-mato ao terminar a prova com 25 pontos, com o queniano Davis Kiplangat a dar o cetro individual aos ‘leões’.

Também a equipa feminina de seniores conquistou o título de campeã europeia de corta-mato, ao fechar a competição com 22 pontos, com Jessica Augusto no segundo lugar individual.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Bruno de Carvalho

Bater no fundo /premium

Paulo de Almeida Sande

Que país somos, afinal? Seremos talvez o país da irreverência reverente, que tanto goza como adula, sejam líderes partidários sejam (sobretudo) presidentes dos (nossos) clubes. 

Global Shapers

Carta aos pais de filhos na alta competição

Diogo Ganchinho
204

Não saber perder significa não aceitar a derrota com humildade. Existe algo na vitória que jamais se poderá perceber na derrota. Perder e aceitar isso, permite uma aprendizagem oculta nas vitórias.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

Detalhes da assinatura

Acesso ilimitado a todos os artigos do Observador, na Web e nas Apps, até três dispositivos.

E tenha acesso a

  • Assinatura - Aceda aos dados da sua assinatura
  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Inicie a sessão

Ou registe-se

Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)