À terceira final foi de vez: os Philadelphia Eagles venceram a Super Bowl pela primeira vez na sua história, batendo os favoritos New England Patriots de Tom Brady por 41-33 num jogo de futebol americano bastante ofensivo.

Sem surpresas, a conquista da 52ª edição da Super Bowl após meio século sem nunca levantar o troféu Vince Lombardi deixou Filadélfia num estado de frenesim. Por toda a cidade, fãs encheram as ruas em celebração, principalmente em Broad Street e no sul da cidade, onde se encontra o estádio dos Eagles.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

As celebrações, claro está, são para todos. Apesar de estarem em serviço — e de serem bem necessários para manter a ordem durante os festejos –, até os polícias de “Philly” festejavam com a restante população.

Escusado será dizer que os festejos dão para tudo. Os adeptos dos Eagles treparam tudo o que havia para trepar — até os postes que a polícia lubrificou propositadamente para evitar que isso acontecesse –, atiraram-se de todo o tipo de estruturas e fizeram “car surfing”.

https://twitter.com/LacesOutShow/status/960398530711031808

https://twitter.com/barstoolsports/status/960359079276437504?ref_src=twsrc%5Etfw&ref_url=http%3A%2F%2Fobservador.pt%2Fwp-admin%2Fpost-new.php

Apesar de ser uma noite de festa, nem tudo correu bem durante os festejos da primeira Super Bowl dos Eagles. Incêndios, atos de vandalismo e pilhagens mancharam a celebração na cidade de Philadelphia, que começou a ser vista como um motim.

Se em algumas situações a coisa deu para o torto, noutras teve momentos consideravelmente mais bonitos. Enquanto celebrava a inédita vitória dos Eagles, uma mulher foi surpreendida com outro momento certamente marcante: em plenas ruas de “Philly”, o namorado ajoelhou-se, tirou um anel e pediu-a em casamento. Então, naquele pedacinho de rua festejou-se não só porque os Eagles tinham ganho, mas também porque ela tinha dito que sim.

Fazem chorar, rir, comprar… e criticar: 34 anúncios do Super Bowl 2018