Espanha

Sondagem: PP e PSOE perdem votos, Ciudadanos ultrapassa Podemos

Na primeira sondagem nacional depois das eleições na Catalunha, o Ciudadanos torna-se a terceira maior força política. Os maiores partidos, PP e PSOE, descem nas intenções de voto.

Inés Arrimadas (representante do Ciudadanos na Catalunha) e Albert Rivera, líder do partido

PAU BARRENA/AFP/Getty Images

O Partido Popular (PP) e o Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE) caem nas intenções de voto, enquanto os mais pequenos Ciudadanos e Podemos sobem. O Ciudadanos regista inclusivamente a maior subida, ultrapassando o Podemos e tornando-se a terceira maior força política. Estas são as principais conclusões da sondagem divulgada esta segunda-feira do Centro de Investigações Sociológicas (CIS) de Espanha, naquele que é o primeiro barómetro da organização desde as eleições na Catalunha, a 21 de dezembro.

O Ciudadanos de Albert Rivera parece ter capitalizado com o bom resultado nas eleições catalãs e sobe nas intenções de voto, ultrapassando agora o Podemos de Pablo Iglésias. Com 20,7% das intenções de voto, tem agora mais 3% do que na última sondagem, em outubro. Contudo, também o Podemos sobe relativamente a outubro, passando de 18,5% para 19%.

os principais partidos, PP e PSOE, caem. Apesar de ser ainda a força política mais votada, o PP, que sustenta o Governo de Mariano Rajoy, perde cerca de 2% face a outubro, situando-se agora nos 26%. O PSOE também desce, passando de 24% para 23%.

O jornal El Español analisa que os resultados da sondagem ilustram a “tendência de descida do PP, que continua a perder votos para o Ciudadanos”. Relativamente às eleições parlamentares de janeiro, o PP já perdeu 6,7% nas intenções de voto, enquanto que o Ciudadanos de Rivera aumentou 7,6%.

Esta sondagem foi realizada entre 2 e 14 de janeiro e contou com quase 2500 entrevistas. O estudo anterior do CIS foi feito em outubro, antes da aplicação do Artigo 155 na Catalunha.

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)