A partir de agora, os trabalhadores da Google e da Facebook só vão poder aceitar ou recusar um pedido de amizade no Facebook uma vez. As duas empresas chegaram a um novo acordo no que toca à política para relacionamentos e contactos entre os trabalhadores.

Numa altura em que as notícias sobre escândalos de assédio sexual e conduta inapropriada se multiplicam, tanto homens como mulheres podem começar a estar mais preocupados em não arriscar demasiado no que toca a chamar a atenção de algum ou alguma colega no trabalho.

Um estudo do ano passado da Career Builder, um site de emprego, concluiu que 41% das pessoas já saiu com colegas de trabalho, e que um terço das relações que nasceram no trabalho acabaram em casamento, adianta a Business Insider. 

A responsável jurídica dos Recursos Humanos da empresa Facebook, Heidi Swartz, declarou que quando um colega responde “não posso esta noite” ou “estou ocupada”, isso conta como um “não”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Os trabalhadores do Facebook não têm de dizer aos recursos humanos se há alguém na empresa que está a tentar combinar algo fora do ambiente de trabalho, mas se houver um claro conflito de interesses e nenhum dos trabalhadores avisar os recursos humanos será dado seguimento a uma “ação disciplinar”, adianta o site. Para que este tipo de situações não aconteça, é importante que se conheçam as políticas de relacionamento da empresa antes de se sair com algum colega, mesmo para quem não trabalha nem no Facebook nem no Google.

Brittany Wong explica neste artigo do jornal The Huffington Post que há alguns passos a seguir no que toca a convidar um colega de trabalho para sair. Entre outros pontos a ter em conta, Wong recomenda que primeiro se seja amigo do colega de trabalho que se quer convidar para sair, e que inicialmente o convite seja para um simples café. Depois, Britanny Wong acrescenta que, mesmo que a pessoa diga que não, ou que sim, a esse café, não deve ficar um ambiente diferente entre os dois envolvidos — o profissionalismo tem de sair sempre por cima.