Rádio Observador

Desporto

Ginásio Clube Português em Lisboa vai ter novo pavilhão para mais 3 mil atletas

377

O Ginásio Clube Português vai ter um novo pavilhão que possibilita a frequência de mais 3 mil atletas. O clube tem atualmente nove mil inscritos e 13 modalidades em competição.

MANUEL DE ALMEIDA/LUSA

Autor
  • Agência Lusa
Mais sobre

O Ginásio Clube Português, o Governo e a Câmara Municipal de Lisboa assinaram esta quarta-feira um protocolo que vai permitir dotar o clube com um novo edifício e possibilitar a frequência de mais três mil atletas.

Em declarações à agência Lusa, o presidente deste “clube de forte inspiração olímpica” afirmou que este protocolo de cooperação vai permitir a construção de um novo edifício constituído por “um grande ginásio” destinado à ginástica artística, um campo de voleibol e salas de ‘fitness’.

Manuel Cavaleiro de Ferreira advogou que este pavilhão vai permitir a frequência de mais “três mil atletas” nas modalidades de ginástica, que já são aquelas que mais alunos atraem.

Atualmente, o Ginásio Clube Português conta com nove mil inscritos e 13 modalidades de competição.

Já o vice-presidente da Câmara Municipal de Lisboa e vereador com o pelouro do Desporto, Duarte Cordeiro, explicou que esta construção nova estará localizada “atrás do atual edifício” do clube e constitui um “investimento muito significativo, de enormes dimensões, que vai permitir dar outras condições” aos alunos.

Esta terceira fase da ampliação do ginásio será um “investimento partilhado” entre o Governo, a instituição e o município, que ainda não quis adiantar o montante que será investido.

“Em breve a proposta irá a reunião de câmara, estimamos que em abril”, elencou o vereador Duarte Cordeiro, referindo que o executivo “dirá a seu tempo qual o montante” que será investido na construção da infraestrutura.

Ainda assim, o responsável pelo pelouro do Desporto referiu que o concurso será feito pelo clube e que a “expectativa é que a obra possa começar este ano”.

A cerimónia desta quarta-feira contou também com a presença do presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, e do secretário de Estado do Desporto e Juventude, João Paulo Rebelo, tendo por objetivo também a inauguração de um novo parque de estacionamento e da ampliação do complexo desportivo do Ginásio Clube Português.

O parque conta com mais de 200 lugares e estará também aberto à população.

O Ginásio Clube Português conta a partir de agora também com campos de ‘padel’.

À Lusa, Duarte Cordeiro vincou que esta construção tem um “impacto muitíssimo positivo para a sustentabilidade financeira do clube, parque permite receitas”, mas ao mesmo tempo “aumenta a prática desportiva e garantem novas condições” aos alunos.

O presidente do clube corroborou esta ideia, admitindo que principalmente o estacionamento terá um impacto no dia-a-dia dos atletas e irá “permitir um acesso às instalações muito maior e melhorado”.

Dada a zona da cidade onde está localizado o clube, junto ao Largo do Rato, “sem estacionamento não seria possível pensar na terceira fase da infraestrutura”, o novo edifício que irá nascer, apontou Manuel Cavaleiro de Ferreira.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)