O primeiro-ministro israelita advertiu este domingo o Irão sobre as consequências de novas agressões, mostrando um fragmento apresentado como pertencente a um drone da Síria filmado na semana passada em território israelita.

“Não testem a determinação de Israel”, afirmou Benjamin Netanyahu na Conferência de Segurança de Munique (Alemanha), dirigindo-se, com o pedaço de drone, ao ministro iraniano dos Negócios Estrangeiros, Javad Zarif.

“Aqui está um pedaço do drone iraniano. Zarif, reconhece isto? Deveria, porque é seu”, acrescentou.

O diplomata iraniano deverá falar esta tarde em Munique.

As declarações de Benjamin Netanyahu acontecem uma semana depois de ataques aéreos de Israel contra postos iranianos na Síria e contra o sistema de defesa antiaéreo sírio.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Os ataques aconteceram após ter sido intercetado um drone do Irão que se infiltrou no seu espaço aéreo e um F-16 israelita ter sido derrubado quando voltava a Israel vindo da Síria.

“O Irão procura dominar o mundo através da agressão e do terrorismo, desenvolvendo mísseis balísticos para alcançar a Europa e os Estados Unidos também”, afirmou Benjamin Netanyahu, considerando esta “a maior ameaça para o mundo”.

“Uma vez equipado com armas nucleares, a agressão iraniana estará fora de controlo e terá como alvo o mundo inteiro”, alertou Netanyahu.