Estados Unidos da América

Tiroteio na Flórida. O tweet de Donald Trump que revoltou os sobreviventes

215

Donald Trump defendeu que o erro do FBI quanto ao atirador da Flórida aconteceu porque se tem "desperdiçado tempo" com a Rússia. Os sobreviventes do tiroteio não gostaram e responderam ao presidente.

Donald Trump visitou alguns sobreviventes no hospital

CHRIS KLEPONIS / POOL/EPA

A polémica estalou nos Estados Unidos. E tudo começou, como é costume, com um tweet de Donald Trump. Este domingo, o presidente norte-americano decidiu escrever algumas palavras sobre o erro do FBI quanto a Nikolas Cruz, o estudante de 19 anos que matou 17 pessoas numa escola secundária de Parkland, na Flórida.

Depois do FBI ter reconhecido que ignorou uma denúncia sobre o homicida, Donald Trump recorreu ao Twitter para afirmar que está “muito triste por o FBI ter falhado todos os sinais dados pelo atirador da escola na Flórida.”

E, de acordo com o presidente, como é que se justifica este erro? Devido à investigação à alegada ingerência russa nas eleições presidenciais de 2016. “Estão a desperdiçar muito tempo a tentar provar um conluio entre a Rússia e a campanha Trump – não há conluio”, atirou Trump.

O tweet do presidente norte-americano deu origem a muitos outros: os sobreviventes do tiroteio na escola secundária de Parkland mostraram toda a sua revolta com as palavras de Trump e o que escreveram tornou-se rapidamente viral. Segundo a CNN, um dos tweets chegou mesmo a ser mais partilhado do que o do presidente dos Estados Unidos.

Um dos sobreviventes escreveu “17 dos meus colegas estão mortos. São 17 futuros, 17 crianças e 17 amigos roubados. Mas tens razão, tem sempre de ser sobre ti. Que tonto fui eu por me ter esquecido”.

Ainda que revoltados, a maioria dos sobreviventes mostrou não estar surpreendida com esta atitude de Donald Trump. Noutra das mensagens pode ler-se: “17 pessoas inocentes foram brutalmente assassinadas na minha escola, um lugar onde se deveriam sentir seguras. As vidas delas desapareceram em instantes. Tu és o presidente dos Estados Unidos e tens a audácia que usar a Rússia como desculpa. Acho que devia ter esperado isso de ti.”

Outra das respostas da Donald Trump pedia mais sensibilidade. “Meu Deus. 17 dos meus colegas e amigos morreram e tu tens a audácia de fazer com que isto seja sobre a Rússia? Tem coração. Podes ficar com todos os teus falsos e sem significado ‘pensamentos e orações’.”

Nikolas Cruz, de 19 anos, tinha sido expulso da escola Marjory Stoneman Douglas High School por razões disciplinares. Matou 17 pessoas. Foi detido pela polícia pouco depois do tiroteio.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)