Autarquias

Autarquias de Porto e Lisboa querem centros de saúde abertos até à meia-noite

125

Os autarcas das áreas metropolitanas do Porto e Lisboa defendem a descentralização de algumas competências, nomeadamente a possibilidade de manter os centros de saúde abertos até mais tarde.

Com os centros de saúde abertos até mais tarde, as pessoas podem recorrer a eles depois do horário de trabalho

JOAO RELVAS/LUSA

Os autarcas das áreas metropolitanas do Porto e Lisboa querem ter um papel mais ativo na gestão dos centros de saúde, em particular de forma a garantir que os centros de saúde podem estar abertos até à meia-noite, por exemplo, noticiou o Jornal de Notícias.

Manter os centros de saúde abertos até mais tarde, permitindo que as pessoas pudessem recorrer a eles depois do horário de trabalho, permitiria aliviar as urgências hospitalares, defende Eduardo Vítor Rodrigues, líder do Conselho Municipal do Porto e presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia.

As propostas de descentralização, que serão apresentadas a António Costa a 27 de março, incluem a atribuição de enfermeiros às equipas de apoio domiciliário, a formação profisional de desempregados nas escolas básicas de segundo e terceiro ciclo e secundárias e a participação nos processos de cooperação e revisão das estruturas de Segurança Social, como as instituições particulares de solidariedade social.

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: vnovais@observador.pt
Autarquias

Descentralização sim, mas sem ovo Kinder

Diogo Moura
325

O CDS é favorável à descentralização de competências do Estado para as Autarquias, num processo claro e transparente e com a devida avaliação das necessidades de meios técnicos, humanos e financeiros.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)