O líder cessante da bancada do PSD defendeu esta terça-feira que seria “um desrespeito institucional grave para com o grupo parlamentar“, se não fosse convocado para uma reunião da Comissão Política do partido na qual tem lugar por inerência. Hugo Soares falava aos jornalistas à entrada para uma conferência de líderes no Parlamento já depois do Observador ter noticiado que não tinha sido convocado para os órgãos nacionais.

Na conferência de imprensa a seguir à Comissão Política, o próprio Rui Rio justificou que “Hugo Soares está demissionário, está em gestão. A CPN está a tratar de questões estratégicas e não de gestão corrente”, explicou.

Fernando Negrão terá ex-ministra de Passos na direção da bancada

Hugo Soares tinha declarado, horas antes, no Parlamento: “Não sabia que havia reunião da comissão política” E acrescentou: “A acontecer, creio que não será verdade, mas a acontecer, creio que se trata de um desrespeito institucional grave para com o grupo parlamentar, mas creio que não deve haver nenhuma reunião porque eu não fui convocado”.

Acerca da presença do presidente da bancada nestas reuniões, respondeu: “Sim, estava previsto nos estatutos, mas não sabia que havia reunião”. A Comissão Política do PSD foi marcada para as 17:00, iniciando-se uma hora antes, no parlamento, uma reunião da conferência de líderes parlamentares.

Na quinta-feira realizam-se eleições para a bancada parlamentar, sendo candidato o deputado Fernando Negrão.

A Comissão Política do PSD eleita no 37.º Congresso Nacional integra como vice-presidentes David Justino, Elina Fraga, Isabel Meirelles, Manuel Castro Almeida, Nuno Morais Sarmento e Salvador Malheiro.

Os vogais da Comissão Política Nacional eleitos no domingo são André Coelho Lima, António Carvalho Martins, António Topa, António Maló de Abreu, Cláudia André, João Cunha e Silva, Manuel Teixeira, Maria da Graça Carvalho, Ofélia Ramos e Rui Rocha.

Também com assento da Comissão Política Nacional, Feliciano Barreiras Duarte foi eleito o novo secretário-geral dos sociais-democratas.

De acordo com os estatutos do partido, além do presidente, dos vice-presidentes, do secretário-geral e dos vogais têm também assento na Comissão Política o presidente do grupo parlamentar – Hugo Soares, até às eleições de quinta-feira – , os presidentes das Comissões Políticas Regionais dos Açores e da Madeira ou um representante de cada uma delas, o presidente e outro dirigente nacional da Juventude Social-Democrata, o secretário-geral dos Trabalhadores Sociais-Democratas e o presidente dos Autarcas Sociais-Democratas.

A Comissão Política Nacional do novo presidente do PSD, Rui Rio, foi eleita no domingo, com 64,7% dos votos, com cerca de um terço de votos brancos e nulos.

Desde que o partido elege os líderes por diretas, apenas Luís Filipe Menezes, em 2007, com 61,8%, teve uma votação mais baixa para a sua direção