O Hospital Reynaldo dos Santos, antigo hospital de Vila Franca de Xira, fechou portas em março de 2013, mas, quase cinco anos depois, o edifício continua sem qualquer utilização. Está abandonado e com muito equipamento e material médico lá dentro. De acordo com uma reportagem publicada na revista MAGG, o edifício tem várias janelas partidas ao nível do chão, o que permite a entrada de quaisquer pessoas: os corredores estão vazio mas há máquinas de raio-x, macas, camas de bebé, cadeiras de sala de espera, e diverso material de bloco operatório.

O Ministério da Saúde descarta qualquer responsabilidade, afirmando ao Observador que o edifício do antigo hospital pertence à Santa Casa da Misericórdia de Vila Franca de Xira. Contactada pelo Observador, a Santa Casa remeteu os esclarecimentos para um e-mail a enviar ao provedor da Santa Casa de Vila Franca de Xira, mas até ao momento o Observador ainda não obteve resposta. À SIC, contudo, o provedor Carlos Caetano Dias explicou que o material que ali se encontra foi “doado” e, como tal, “não pode ser vendido”. Além de que a maior parte está “obsoleta”.

Vila Franca de Xira. Antigo hospital foi abandonado com quase tudo lá dentro

À MAGG, a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo explicou que “desde meados de 2013 que o edifício e o seu recheio foram entregues à Santa Casa da Misericórdia de Vila Franca de Xira, que já era a proprietária do imóvel onde funcionou o Hospital Reynaldo dos Santos.” Mas Armando Jorge Carvalho, mesário da Santa Casa da Misericórdia de Vila Franca Xira, recusou-se a comentar o estado de abandono do edifício. “Neste momento, oficialmente, a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) autorizou a Santa Casa de Misericórdia a fazer a requalificação do hospital para criar uma unidade de cuidados continuados com 140 camas. Vamos agora entrar no processo de procura de financiamento”, disse.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O mesmo explicou o provedor da Santa Casa de Vila Franca à SIC: há um projeto em vista desde meados de 2013, para a construção de uma Unidade de Cuidados Continuados para 140 camas, mas falta financiamento. O projeto terá sido já aprovado pela Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo a 7 de dezembro de 2017, estando também prevista a construção de um lar de idosos.

Em março de 2013, o velho Hospital Reynaldo dos Santos foi desativado para dar lugar ao novo Hospital de Vila Franca de Xira, que  abriu com 280 camas de internamento, nove salas do bloco de operatório, 33 gabinetes para consultas externas, três novas especialidades (hemodiálise, infecciologia e psiquiatria) e um investimento total de 108 milhões de euros através de uma parceria-público-privada com a gestão da José de Mello Saúde. O problema foi que o velho hospital ficou abandonado.

De acordo com a reportagem da MAGG, várias pessoas estão a entrar no edifício para fotografar o local abandonado, sendo que há já várias janelas partidas que permitem a entrada. Na galeria, em cima, pode ver as fotografias do espaço, com vários materiais médicos — obsoletos ou não — em estado de abandono.