Assunção Cristas

Cristas assegura que CDS tem “postura positiva e construtiva” para discutir reformas

Assunção Cristas disse, esta quarta-feira, que o CDS tem "tido uma postura sempre positiva, sempre construtiva" para discutir reformas com os outros partidos.

MANUEL ARAÚJO/LUSA

Assunção Cristas sublinhou esta quarta-feira em Madrid que a sua formação política tem uma postura “positiva e construtiva” para discutir pactos de regimes ou reformas estruturais com outros partidos.

“Nós temos tido uma postura sempre positiva, sempre construtiva e sempre colocando em cima da mesa aquilo que entendemos serem áreas relevantes para haver convergência entre os partidos”, disse Assunção Cristas à agência Lusa à entrada de uma reunião de líderes da União Democrática Internacional.

A líder centrista referia-se à aproximação do PSD ao PS para a realização de reformas estruturais ou pactos de regime, nomeadamente nas áreas da descentralização e do futuro orçamento comunitário.

Na terça-feira, o primeiro-ministro, António Costa, e o presidente do PSD, Rui Rio, tiveram um primeiro encontro no qual decidiram iniciar o diálogo sobre os dois temas. O PSD já indicou os seus interlocutores com o Governo: Álvaro Amaro (descentralização) e Castro Almeida (próximo quadro comunitário).

“Posso dizer que em matéria de fundos comunitários o CDS é o único partido que já apresentou no parlamento um projeto extenso de resolução sobre áreas importantes e preocupações a sinalizar nessa área”, sublinhou Assunção Cristas. A presidente do CDS avançou que haverá “oportunidade de discutir no parlamento” as ideias do partido nessa e noutras áreas.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Política

Os imutáveis /premium

Maria João Avillez

Nunca ocorre à esquerda avaliar o adversário pelo mérito, a responsabilidade, a iniciativa, o currículo, mas sempre só pelo insulto político ou o acinte pessoal. Caramba.

António Costa

O desrespeito como forma de governar /premium

André Abrantes Amaral

Costa desvaloriza os factos, desconsidera e desrespeita as pessoas porque dessa forma se desresponsabiliza. Tal é possível porque o PS estagnou, não só a economia, mas também a essência da democracia.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)