Setúbal

Primeiro-ministro elogia dinamismo e inovação de escolas e empresas de Setúbal

635

O primeiro-ministro destacou o dinamismo e grande capacidade de inovação que existe em Setúbal, depois de visitar uma empresa e dois estabelecimentos de ensino superior do distrito .

RUI MINDERICO/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

O primeiro-ministro, António Costa, destacou esta quarta-feira o dinamismo e grande capacidade de inovação que existe em Setúbal, depois de visitar uma empresa e dois estabelecimentos de ensino superior do distrito .

“[É um balanço] muito interessante, muito variado, mas com o traço comum de um grande dinamismo, uma grande criatividade e um a grande capacidade de empreender e de inovar”, disse António Costa no final da visita que efetuou ao Instituto Politécnico de Setúbal.

O primeiro-ministro falava no final de uma visita que começou de manhã na empresa Instrosys, uma multinacional portuguesa que já é considerada uma empresa de referência no desenvolvimento de sistemas robotizados, a que se seguiu a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova, em Almada, e o Instituto Politécnico de Setúbal, no âmbito da iniciativa governamental “Roteiro da Inovação”.

Entre muitos outros projetos inovadores, António Costa ficou a conhecer o BITalino, uma plataforma que já está em 70 países e que foi desenvolvida por Hugo Silva, investigador do Instituto de Telecomunicações – antigo aluno e agora docente -, da Escola Superior de Tecnologia do Instituto Politécnico de Setúbal.

“Já temos 5 mil utilizadores e estamos em 70 países. O BITalino é um dispositivo já é utilizado em universidades de renome, no MIT, Stanford, e na indústria, designadamente na Intel, Facebook ou a Volkswagen”, disse à agência Lusa Hugo Silva.

“O BITalino permite criar dispositivos biomédicos muito alinhado com o novo paradigma da Internet das coisas com custos muito reduzidos. Essencialmente é esse o segredo”, explicou.

De acordo com Hugo Silva, o BITalino é um dispositivo de grande utilidade na área médica porque “pode ser utilizado como tecnologia de apoio para uma pessoa incapacitada que não consegue utilizar um rato ou um teclado de computador, porque permite utilizar os músculos ou os sinais do movimento para essa pessoa escrever mensagens ou para jogar”.

Este dispositivo desenvolvido na Escola Superior de Tecnologia do Instituto Politécnico de Setúbal foi um dos muitos projetos de inovação na área digital que António Costa ficou a conhecer durante o “Roteiro da Inovação” no distrito de Setúbal, em que se fez acompanhar pelos ministros da Economia, Manuel Caldeira Cabral, da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, e da Presidência e Modernização administrativa, Maria Manuel Leitão Marques.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)