Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Uma carta com pó branco e uma nota racista foi enviada para o príncipe Harry e Meghan Markle. A polícia britânica está a tratar do caso como um “crime de ódio racista”. Segundo jornal The Guardian, a carta foi enviada para o Palácio de St James, em Londres, no dia 12 de fevereiro. A substância — que teria como objetivo criar a ideia de um ataque com antrax –, foi analisada e não era perigosa.

“Os agentes estão também a investigar alegações de comunicações maliciosas, relacionadas com a mesma carta, que está a ser tratada como um crime de ódio racista”, lê-se no comunicado citado pelo Guardian. “O caso está a ser investigado pelos agentes do comando de contra-terrorismo da Metropolitan Police.”

A carta não chegou aos destinatários, uma vez que foi aberta antes por um funcionário. Ainda assim, de acordo com o jornal Evening Standard, Harry e Meghan terão sido informados sobre o que se passou.

No dia seguinte, uma outra carta com pó branco foi enviada para o Parlamento, mais concretamente para o gabinete da ministra do Interior, Amber Rudd. Também neste caso a polícia concluiu que a substância não era perigosa, mas está a investigar se há uma ligação entre os dois casos. Até ao momento, ninguém foi detido.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Recorde-se que o príncipe e a atriz norte-americana têm casamento marcado para o dia 19 de maio de 2018. Já em novembro, foi emitido um comunicado pelo secretário de comunicações do príncipe Harry, relativamente à “onda de abuso e assédio” de que estava a ser alvo a namorada, às “insinuações racistas” de alguns artigos na comunicação social e o “claro sexismo e racismo” de algumas pessoas nas redes sociais e nos comentários dos artigos. “O príncipe Harry está preocupado com a segurança de Meghan Markle”, lê-se no documento.

Revelados detalhes do casamento do príncipe Harry com Meghan Markle

Também no dia 12 de fevereiro, Vanessa Trump, a nora do presidente dos Estados Unidos, foi hospitalizada depois de abrir uma carta com pó branco, dirigida ao marido, Donald Trump Jr.

Mulher de Donald Trump Jr. hospitalizada depois de abrir envelope com pó branco