O Villarreal suspendeu o contrato e o salário de Rúben Semedo. Através de um comunicado nas redes sociais, o clube espanhol anunciou que o jogador português está suspenso “até que haja uma decisão definitiva do caso que se encontra em tribunal.”

Rúben Semedo vai ficar em prisão preventiva até ao julgamento. O internacional português foi na manhã desta quinta-feira ouvido no tribunal de primeira instância e instrução de Llíria, em Valência. O jogador do Villareal, que esteve dois dias detido na dependência da Guardia Civil em Patraix, chegou algemado e com um carapuço na cabeça.

O internacional português sub-21 é acusado de tentativa de homicídio, agressão, ameaça, sequestro, posse ilegal de armas e assalto. De acordo com o jornal Las Provincias, a queixa do futebolista foi apresentada na semana passada, no dia 12. A vítima alega que Semedo e outros dois homens o terão atado e agredido em casa do jogador, em Bétera. Como conta o jornal, relatando o episódio contado pela vítima, os agressores terão roubado não só as suas chaves de casa mas também dinheiro e tudo o que pudesse implicá-los com o episódio numa altura em que estava imobilizado. Além disso, um dos agressores disparou ainda duas vezes para o ar e Rúben Semedo terá ameaçado cortar um dedo à vítima.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O defesa central chegou ao Villarreal no verão de 2017, vindo do Sporting, a troco de 14 de milhões de euros. Na altura, assinou contrato até 2022.

[Veja aqui as histórias de violência de Rúben Semedo em Espanha]

[jwplatform 5RL9UAXw]