Dark Mode 136kWh poupados com o Asset 1
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica. Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Explosão em Leicester. Quatro mortos confirmados

O rebentamento terá ocorrido numa loja em Hinckley Road. Além das quatro mortes já confirmadas, há alguns feridos. Autoridades não têm qualquer indício de ato terrorista.

i

TIM KEETON/EPA

TIM KEETON/EPA

Quatro pessoas morreram na explosão de domingo à noite num prédio em Leicester, no centro de Inglaterra, que provocou a derrocada do edifício e cuja origem não foi ligada a qualquer atividade terrorista. “Quatro pessoas morreram na explosão em Leicester”, anunciou hoje a polícia britânica, num comunicado.

Não foram fornecidos mais detalhes sobre a origem do incidente. A polícia disse apenas que não tinha “nenhuma indicação de ligação com atividades terroristas”. No domingo, ao final da noite, as autoridades britânicas tinham elevado para seis o número de feridos, dois dos quais em estado crítico.

Na altura, a polícia britânica apelou à imprensa e à opinião pública para que evitassem especulações sobre as circunstâncias deste incidente, acrescentando que “a origem da explosão vai ser objeto de uma investigação conjunta da polícia e dos bombeiros”.

Os bombeiros locais receberam os primeiros alertas da explosão e de um incêndio cerca das 19h00 de domingo (a mesma hora em Lisboa). As autoridades descreveram o sucedido como “um grande incidente”, que obrigou à evacuação de edifícios vizinhos.

A polícia de Leicester já contou à Associated Press que “as causas da explosão serão alvo de uma investigação conjunta da polícia e dos bombeiros de Leicester.” Os bombeiros já confirmaram as suspeitas iniciais: o edifício terá ruído.

Os serviços médicos de East Midlands confirmaram via Twitter que tinham transportado seis feridos para o hospital. A polícia de Leicester já anunciou não ter qualquer indício de ataque terrorista.

Segundo o The Guardian, a Leichestershire Fire and Rescue receberam várias chamadas por volta das 19h03 que falavam de uma grande rebentamento em Hinckley Road.

Um porta-voz dessa autoridade explicou que foram pedidos seis camiões de bombeiros e que o incidente foi tratado como uma missão de busca e salvamento.

Fotografias e vídeos partilhados nas redes sociais mostram aquilo que aparenta ter sido uma loja a ser engolida pelas chamas. A porta-voz da equipa de salvamento afirmou que foi danificado um prédio de dois andares com um loft.

Kat Pattison, uma moradora da zona em questão, contou ao Guardian que houve “um bang enorme” e que toda a casa “abanou”. “Se não tivesse ouvido o estoiro tinha achado que era um terramoto.”

“Parece que o fogo está a ser controlado, mas ainda há muito fumo”, explicou ainda. “A loja ainda estaria aberta, é horrível. Ficaria muito surpreendida se alguém sair vivo dali e também podem ter sido atingidas pessoas que estivessem na paragem de autocarro [havia uma mesmo em frente à loja em questão].”

Nas redes sociais já se encontram vários depoimentos de pessoas que assistiram a tudo. No Twitter, Mark Robins escreveu “Jesus, enorme explosão na zona de Hinckley Road há 10 minutos. Consigo ver as chamas e um sem fim de sirenes.” Helen Knott afirmou: “Explosão em Hinckley Rd., em Leicester. A loja e o apartamento que ficava por cima foram destruídos pelo fogo. Estrada fechada. Espero que ninguém se tenha magoado.”

Entretanto, um porta-voz da polícia contou ao Telegraph: “A nossa prioridade é a de lidar com os feridos.” Destroços do edifício foram projetados por toda a rua. A mesma encontra-se fechada e as casas vizinhas foram evacuadas.

John Alexander, um jornalista que foi evacuado da zona afetada, contou à BBC que a loja e o apartamento “foram completamente terraplanadas” com a explosão. Ele estava sentado em casa quando sentiu um “choque tremendo”. Quando saiu de casa viu destroços à sua volta, espalhados pelas quatro faixas da estrada. Um cordão policial já tinha sido montado à volta das 60 casas que foram evacuadas.

O representante de Leicester West no Parlamento já emitiu um comentário através do Twitter: “Notícias terríveis, estou em contacto com a polícia à medida que a situação de desenrola, os meus pensamentos e orações estão com todos aqueles que foram afetados e com os nossos maravilhosos serviços de emergência.”

(notícia atualizada às 7h40 de segunda-feira, 26 de fevereiro, com a confirmação do número de mortos)

Recomendamos

A página está a demorar muito tempo.