A decisão derradeira só chega daqui a cerca de uma semana, mas a noite de domingo também reuniu os portugueses em redor da televisão para escolherem mais sete finalistas para o Festival da Canção. Diogo Piçarra foi o favorito do público, do júri e até de grande parte dos utilizadores das redes sociais, mas houve outras boas surpresas no programa: Cláudia Pascoal foi coroada rainha da segunda semifinal e “Patati Patata”, amada por uns e odiada por outras, foi unânime numa coisa: já fazia falta uma canção dançável. A 4 de março será escolhida canção que vai suceder “Amar Pelos Dois”, interpretada por Salvador Sobral e composta pela irmã, Luísa Sobral. Há 14 músicas entre as possibilidades: uma delas vai representar Portugal na Eurovisão, em maio.

Enquanto se vão riscando os dias no calendário até ao próximo domingo, onde nos voltamos a encontrar aqui no Observador para acompanhar a última gala do Festival da Canção, há um álbum de 28 fotografias que nos vão ficar na memória. Entre os momentos mais marcantes estão os músicos de olhos vendados que acompanharam Diogo Piçarra, a atuação à Carmen Miranda da canção de Paulo Flores, as homenagens cobertas de beijinhos a Carlos Paião e, como cereja no topo do bolo, o “dab” que Tânia Ribas de Oliveira, Sónia Araújo e Inês Lopes Gonçalves fizeram mesmo a terminar o programa.

Fora do alcance das câmaras mas igualmente memorável, foi a aparição momentânea de Beatriz Gosta — nome artístico de Marta Bateira — ao lado da equipa de Capicua e de Tamin, de quem é muito amiga. Embora a youtuber não tenha ficado marcada no álbum de fotografias da RTP, ela mexeu com os internautas nas redes sociais.

No rescaldo da segunda semifinal do Festival da Canção, e desta vez aparentemente sem enganos, recorde alguns dos momentos mais importantes da última semifinal do programa.