O treinador português Ulisses Morais deixou o comando técnico do Johor Darul Tazim, com o qual conquistou o campeonato e a Taça da Malásia de futebol, por “motivos de saúde na família”, informou esta segunda-feira o clube.

“Hoje é um dia muito triste para mim, já que termino funções neste grande clube. Como em tudo na vida, todos nós temos prioridades. Por razões de saúde na família, sou forçado a deixar o clube”, escreveu Ulisses Morais, numa mensagem partilhada no sítio do Johor Darul Tazim na Internet.

Ulisses Morais, de 58 anos, deixa o campeão Johor Darul Tazim, que já anunciou que o argentino Raul Longhi será o seu sucessor, no topo da Liga da Malásia, de 12 equipas, com nove pontos em quatro jogos, após três vitórias e uma derrota.

“Eu sou abençoado e honrado por estar nos livros de história do JDT e nas memórias do clube. Não há palavras para expressar a minha gratidão pelos tempos que passamos juntos e pelos os muitos títulos que ganhamos”, adianta o treinador.

Ulisses Morais assumiu o comando técnico do JDT em junho de 2017, depois de o treinador mexicano Benjamin Mora ter sido relegado para a equipa B, após uma série de resultados negativos.

O treinador português trouxe estabilidade à equipa na segunda metade da temporada, liderando os ‘Tigres do Sul’ para o seu quarto título consecutivo da Liga e seu primeiro título da Taça da Malásia.

Na carta endereçada aos sócios e dirigentes do Johor Darul Tazim, Ulisses Morais faz um agradecimento especial a Martin Preste, “fiel confidente, conselheiro, amigo e um verdadeiro profissional”, e a Tunku Mahkota Johor, “coração e alma do clube”.