O australiano que se auto-proclamou o criador da bitcoin foi processado. Craig Wright é o alvo de uma ação legal no valor de mais de 10 mil milhões de dólares – interposta pela família do antigo sócio. Craig Wright e Dave Kleiman geraram bitcoins juntos durante vários anos até 2013, o ano em que Kleiman morreu. Agora a família do parceiro de negócios de Wright acusa-o de “montar um esquema para agarrar as bitcoins” de Dave Kleiman.

O processo não dá como garantido o facto de que Wright e Kleiman criaram a criptomoeda. Ainda assim, considera inegável que ambos “estavam envolvidos com a bitcoin desde o seu início e acumularam uma vasta fortuna desde 2009 até 2013″.

Ira Kleiman, o irmão de Dave, é o representante do património do norte-americano e o principal responsável pela acusação. Ao The Guardian, Ira admite que não sabe ao certo o montante que Craig Wright poderá ter conseguido roubar ao antigo sócio: pensa que deve rondar um milhão de bitcoins. Quando deu entrada ao processo há duas semanas, num tribunal da Flórida, explicou que “ninguém na família tinha noção do envolvimento dele na criação da bitcoin”.

O Craig montou um esquema contra o património do Dave para agarrar as bitcoins dele e os direitos que tinha de certas propriedades intelectuais associadas à tecnologia da bitcoin”, pode ler-se na acusação.

De acordo com a família de Dave Kleiman, Craig Wright utilizou documentos falsificados para provar que o programador lhe tinha transferido todos os direitos de uma empresa que ambos tinham fundado. Agora, o irmão Ira está a tentar averiguar o valor total da bitcoin gerada pelos dois sócios e a propriedade intelectual utilizada por Wright desde que Kleiman morreu. O montante total pode chegar aos 5 mil milhões de dólares.

Craig Wright, um australiano de 47 anos, era completamente desconhecido até 2015. Nesse ano, foi investigado pelas Finanças da Austrália sobre o seu envolvimento com a bitcoin, o que levou à especulação de que poderia ser Satoshi Nakamoto, o pseudónimo utilizado pelo criador da criptomoeda.

Um ano depois, decidiu aparecer em público a afirmar que era, de facto, Satoshi Nakamoto. Os especialistas na matéria levantaram dúvidas e Craig Wright prometeu apresentar provas. Dias depois, desistiu de o fazer por “não ter coragem”. Continua a ser uma figura pública no mundo da bitcoin e nunca provou se é ou não o “pai da criptomoeda”.