Acidente Rodoviário

Acidentes rodoviários provocaram 83 mortos este ano

83 pessoas já morreram nas estradas portuguesas durante os primeiros dois meses do ano. Em igual período de 2017, morreram menos sete pessoas.

Carlos Barroso/LUSA

Os acidentes nas estradas portugueses provocaram 83 mortos nos primeiros dois meses do ano, mais nove do que em igual período de 2017, indicou esta sexta-feira a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR).

A ANSR, que reúne dados da PSP e da GNR, avança que, em janeiro e fevereiro, registaram-se 20.033 acidentes rodoviários, mais 130 do que nos mesmos meses de 2017.

Segundo a Segurança Rodoviária, Setúbal é o distrito que registou, este ano, mais vítimas mortais, com 18, seguido dos distritos do Porto (11), Lisboa (9) e Braga (8).

Já o distrito de Portalegre não registou qualquer vítima mortal em 2018.

Os acidentes rodoviários provocaram 233 feridos graves nos meses de janeiro e fevereiro, menos 31 do que em igual período de 2017.

A ANSR indica ainda que, nos primeiros dois meses do ano, 5.846 pessoas sofreram ferimentos ligeiros, mais 20 do que em janeiro e fevereiro de 2017.

Os dados da ANSR dizem respeito às vítimas mortais, cujo óbito foi declarado no local do acidente ou a caminho do hospital.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)