Rádio Observador

Elétricos

Quem vende mais na “meca” dos carros eléctricos?

A Noruega é um país curioso. Vive folgadamente à custa do petróleo que extrai do Mar do Norte, mas arvora-se como o menos poluído dos países. E aquele onde se vendem mais eléctricos. Mas quem lidera?

A Noruega lidera nas vendas dos eléctricos, pelo menos no que à Europa diz respeito, pelo que não há melhor país no Velho Continente para medir o pulso ao sector. Aí, a elevada popularidade dos veículos a energia eléctrica tem a sua razão de ser, tendo conhecido um enorme boom quando este tipo de veículos não pagava energia, portagens, estacionamento, nem impostos. Mais recentemente, as benesses têm vindo a ser paulatinamente reduzidas, com um evidente reflexo (negativo) nas vendas, o que não impede que sejam os noruegueses os que mais carros alimentados a bateria consomem. Pelo menos, até o resto dos “incentivos” serem retirados e os eléctricos tiverem de competir com armas iguais contra os carros a combustão.

Em Fevereiro, o eléctrico que mais vendeu foi o novo Nissan Leaf, tendo atraído 962 clientes, número bastante superior aos cerca de 300 que vendeu em Janeiro. A segunda posição do ranking dos mais procurados pertenceu ao VW e-Golf, com 585 unidades, sensivelmente o mesmo número de veículos transaccionados no mês anterior. O último lugar do pódio foi para o BMW i3 (com 427 veículos, menos do que vendeu em Janeiro), sensivelmente o mesmo do Kia Soul EV (422).

A seguir surgem os Hyundai Ioniq Electric e o Renault Zoe, sendo que este último transaccionou apenas 65 unidades, depois de ter vendido 359 em Janeiro, certamente devido ao anúncio para breve de uma versão R110, com motor mais possante.

No acumulado do ano, apenas após dois meses de vendas, o ranking não sofre grandes alterações, com o Leaf a continuar a liderar (1.288), seguido do e-Golf (1.182), i3 (1.077) e Soul EV (800), com o Zoe a bater o Ionic (427 versus 407).

Comparador de carros novos

Compare até quatro, de entre todos os carros disponíveis no mercado, lado a lado.

Comparador de carros novosExperimentar agora
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: alavrador@observador.pt
Política

A sobrevivência do socialismo /premium

André Abrantes Amaral

O socialismo é a protecção de um sector contra os que ficam de fora. O desejo de ordem e a desresponsabilização é natural entre os que querem segurança a todo o custo.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)