Pelo menos cinco pessoas morreram, entre elas duas crianças, na sequência de uma forte tempestade que se abateu sobre o nordeste dos Estados Unidos, que provocou vento forte, chuva e neve.

Segundo a AFP, todas as vítimas mortais resultaram de quedas de árvores. No estado da Virginia, um homem de 44 anos morreu após uma árvore ter caído sobre o camião onde circulava e um rapaz de seis anos morreu atingido por uma árvore quando estava a dormir em casa.

Em Kingsville (Maryland), um ramo de uma árvore matou uma mulher de 77 anos, enquanto em Putnam Valley (Nova Iorque) a queda de uma árvore matou um rapaz de 11 anos e um homem na casa dos 70.

Esta sexta-feira, os governadores dos estados da Virginia e do Maryland declaram estado de emergência. “Por favor, use o senso comum. Preste atenção aos avisos, mantenha-se em casa e fora das estradas, se possível”, lê-se no comunicado de Larry Hogan, governador do Maryland.

Foram emitidos alertas de inundações e de vento forte do estado de New Jersey ao de Massachusetts. O Serviço Nacional de Meteorologia dos Estados Unidos avançou que a neve e a chuva irão abrandar, mas esperam-se rajadas até 80 km/h.

A tempestade, que na internet foi apelidada de “Windmaggedon”, provocou o corte de estradas. Mais de três mil voos domésticos e internacionais foram cancelados e outros 2,400 foram adiados. A Amtrak, companhia nacional de comboios, também cancelou as viagens a nordeste do país “por segurança”.

A tempestade obrigou ainda ao encerramento de escolas na cidade de Washington, esta sexta-feira. De acordo com a CNN, um milhão de pessoas ficaram sem electricidade, 440 mil no Massachusetts e mais de 300 mil na Virginia.

As autoridades já deram ordens de evacuação em algumas comunidades da zona nordeste dos Estados Unidos e alertaram as populações localizadas ao longo da costa que as suas casas poderão ficar inundadas. Em Quincy, no estado do Massachusetts, as ruas inundaram e houve pessoas que tiveram de ser resgatadas em pequenos barcos.