Enquanto os Óscares, agendados para este domingo, não chegam, há “Razzies” para contemplar: “Emoji: O Filme” foi considerado o “pior filme” de 2017 e o ator Tom Cruise o “pior ator” numa cerimónia online que aconteceu este sábado de manhã. A longa-metragem dedicada aos emoji tornou-se no primeiro filme de animação em todos os 38 anos dos Golden Raspberry Awards, mais conhecidos por Razzies, a levar para casa a grande desonra do evento.

O filme dedicado aos emojis — que na respetiva página de IMDB soma um total de 3 pontos em 10 — bateu “As Cinquenta Sombras Mais Negras” e “Transformers: O Último Cavaleiro”, que estavam nomeados na mesma categoria. Mais, “Emoji: O Filme” recebeu outros três prémios — ou distinções duvidosas, dependendo do ponto de vista — vencendo nas categorias de “pior realizador” (Tony Leondis), “pior argumento e combinação” e ainda “pior argumento”.

Na edição deste ano dos Razzies, que celebram o pior que se faz na indústria do cinema, “Transformers: O Último Cavaleiro” era tido como o campeão da corrida com nove nomeações, seguido de “As Cinquenta Sombras Mais Negras”, com oito nomeações, e “A Múmia”, com sete.  Coube, no entanto, ao pequeno emoji amarelo ser o protagonista do evento pelos piores motivos.

A “distinção” que Tom Cruise recebeu — a propósito da sua participação em “A Múmia” — consistiu no primeiro Razzie a solo da sua carreira, já que o ator, nomeado para um total de três Óscares, ganhou o título pior casal cinematográfico juntamente com Brad Pitt no filme “Entrevista com o Vampiro”.

Tyler Perry foi considerado “a pior atriz” de 2017 pelo seu papel em “Tyler Perry’s Boo 2! A Madea Halloween” (que não chegou a estrear em Portugal), sendo que também Mel Gibson e Kim Basinger receberam Razzies — um troféu em forma de uma framboesa que custa aproximadamente 5 dólares (4 euros) — nas categorias de pior ator e atriz secundários, em “Pai Há Só Um… Ou Dois” e “As Cinquenta Sombras Mais Negras”, respetivamente.