A bolsa de Lisboa encerrou esta segunda-feira com uma ligeira variação negativa de 0,03% no índice PSI20, que ficou em 5.365,66 pontos, contrariando a tendência positiva da maioria das bolsas europeias.

Das 18 cotadas que integram o índice PSI20, 11 subiram, uma ficou inalterada e seis desceram. Nas principais descidas, a Sonae Capital caiu 5,72% para 0,95 euros e o BCP deslizou 3,24% para 0,30 euros.

Na sexta-feira, a Sonae Capital anunciou que registou prejuízos de 6,51 milhões de euros em 2017, em contraste com os lucros de 17,6 milhões no ano anterior.

Os CTT desceram 2,36% para 3,23 euros e a Semapa perdeu 0,54% para 18,26 euros. Com descidas mais baixas ficaram a REN (2,45 euros) e a Novabase (2,93 euros).

Nas subidas, destaque para a Altri, que avançou 3,03% para 4,58 euros, seguida da Corticeira Amorim, que somou 1,95% para 9,93 euros, e da NOS, que ganhou 1,62% para 4,88 euros.

A Jerónimo Martins recuou 1,52% para 15,39 euros e com descidas menores ficaram a EDP Renováveis (7,16 euros), a Galp (14,80 euros), a Mota-Engil (3,80 euros), a Navigator (4,33 euros), a Pharol (0,22 euros), a Sonae SGPS (1,14 euros) e a EDP (2,80 euros).

A Ibersol ficou inalterada em 11,20 euros.

Na Europa, Frankfurt registou uma subida de 1,49%, um dia após os sociais-democratas terem dado luz verde à formação de uma grande coligação governamental liderada pela atual chanceler, Angela Merkel.

Londres subiu 0,65%, Madrid 0,63% e Paris 0,60%. A bolsa de Milão encerrou a cair 0,42% na sequência das eleições de domingo, que deram a vitória, sem maioria, a formações populistas.