A SpaceX concluiu com sucesso a sua quinquagésima missão do Falcon 9 esta terça-feira, ao lançar para o espaço o seu maior satélite de sempre. O foguetão reutilizável da empresa aeroespacial de Elon Musk levava a bordo o satélite 30W-6 feito pela empresa espanhola Hispasat, o qual tem quase o tamanho de um autocarro e pesa 6 toneladas.

O foguetão foi lançado por volta das 5h30 da madrugada no Complexo 40 da Base da Força Aérea em Cabo Canaveral, na Florida. Desta feita, escreve a CNBC, a Space X não tentou aterrar o propulsor do Falcon 9 — como é costume — devido a condições meteorológicas pouco favoráveis.

Além disso, conforme explica o site Ars Technica, o próprio peso do satélite geoestacionário, que é meia tonelada mais pesado do que qualquer outro que já lançaram, obrigou a que o Falcon 9 tivesse de gastar mais combustível para colocar o satélite em órbita, o que só por si tornaria uma aterragem do propulsor mais arriscada.

Os satélites geoestacionários orbitam em torno do planeta acima da linha do Equador e são normalmente usados para fins de comunicação. O 30W-6, que Elon Musk diz ser “o maior” que alguma vez lançaram, vai permitir à Hispasat expandir a sua oferta de banda larga na Europa e no nordeste e África.

O quinquagésimo lançamento bem sucedido do Falcon 9, que entrou em actividade em 2010, decorreu um mês depois do primeiro lançamento do Falcon Heavy, o foguetão comercial mais poderoso do mundo. Este ano, de acordo com Musk, a Space X pretende fazer ainda mais lançamentos do que em 2017, superando o já incrível número de 18 voos.