Rádio Observador

Porsche

Surpresa! Mission E Cross Turismo é um CUV eléctrico com 600 cv

391

A Porsche conseguiu chamar a si a maior surpresa do Salão de Genebra. O Mission E Cross Turismo é o parente tipo SUV do eléctrico Mission E e vai ser comparado com o Tesla Model X. Vencerá?

Ninguém contava com a Porsche, para o rol das surpresas do primeiro dia do salão automóvel suíço. Mas o fabricante alemão, ao surgir com o Mission E Cross Turismo, conseguiu ser o centro das atenções, propondo um modelo que se assume como a versão SUV – ou melhor CUV, porque se trata não de um Sport Utility Vehicle, mas sim de um Coupé Utility Vehicle – do Mission E, o veículo eléctrico (EV) da marca em forma de berlina familiar com características desportivas.

Com 4,95 metros de comprimento, o Cross Turismo afasta-se das linhas fluídas e esguias do Mission E, colando-se mais às do Panamera Sport Turismo, a carrinha do familiar da Porsche, isto de apesar de ser 10 cm mais curto. O construtor anuncia tracção integral, o que significa que tem um motor eléctrico em cada eixo, totalizando 440 kW, ou seja, cerca de 598 cv. Em maré de acelerações, esta potência permite-lhe atingir os 100 km/h em 3,5 segundos, para depois necessitar de 12 segundos para ultrapassar a barreira dos 200 km/h. E continua a acelerar, pois a velocidade máxima está fixada nos 250 km/h.

Saltam à vista as parecenças entre o Panamera Sport Turismo (em cima) e o concept agora revelado (em baixo)

Tal como já acontecia com o Mission E, o novo CUV EV apoia-se na plataforma do Grupo Volkswagen para os veículos eléctricos de luxo – vai também servir a Audi, Bentley e Lamborghini – e no sistema eléctrico a 800 volt, o que lhe permite tempos de recarga mais céleres. Só isto permite que o fabricante anuncie ser capaz de recarregar as baterias com o suficiente para percorrer mais 100 km, em apenas 4 minutos, o que é um valor impressionante.

Olivier Blume, CEO da marca, afirmou durante o salão que o Mission E Cross Turismo está muito próximo da versão que virá a ser produzida em série, o que deverá acontecer em 2020, uma vez que o Mission E está agendado para o próximo ano. Isto significa que a maior altura ao solo e as protecções à volta dos arcos das rodas são para manter, com o veículo a necessitar destes apontamentos para reforçar a sua filosofia de SUV. Perdão, CUV.

Chegará para bater o Tesla Model X

Se considerarmos o Model X P100D, não. A Porsche não revela ainda a capacidade da bateria do seu Cross Turismo, e, logo, a autonomia do seu eléctrico vocacionado para uma utilização fora de estrada mais civilizada, pelo que a este nível não se podem retirar grandes ilações. Porém, o Grupo Volkswagen anunciou para o I.D. Vizzion uma capacidade de 111 kWh, sendo provável que o CUV do Mission E não ande longe deste valor.

Mas ao nível da potência há uma pequena diferença em favor do Tesla, com o Model X a reivindicar mais 10 kW, cerca de 13,6 cv, o que na fasquia dos 600 cv (612 para o Tesla) importa, mas não é decisivo. Na velocidade máxima não há qualquer diferença, com ambos os EV a admitirem estarem limitados a 250 km/h, sendo que a diferença mais evidente está ao nível das acelerações. É aqui que o Porsche reclama 3,5 segundos para chegar aos 100 km/h, enquanto o Tesla necessita apenas 3,1 segundos.

Se o Cross Turismo perde nas acelerações, ganha na recarga, sem dúvida usufruindo dos novos carregadores de 350 kW da Efacec. Ao necessitar de apenas 4 minutos para abastecer de energia suficiente para percorrer 100 km, o Porsche faz melhor do que o Tesla, que no mesmo período, recupera energia para percorrer apenas 43 km, limitado pelo seu carregador a 120 kW. Resta conhecer o preço, bem como o upgrade que o construtor americano poderá realizar neste seu modelo (em 2020, quando o Cross Turismo surgir, o Model X terá já uma tecnologia com cinco anos), agora que, finalmente, começa a ter adversários à altura.

Pesquisa de carros novos

Filtre por marca, modelo, preço, potência e muitas outras caraterísticas, para encontrar o seu carro novo perfeito.

Pesquisa de carros novosExperimentar agora

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros de órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: alavrador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)