O Comité Olímpico de Portugal (COP) lançou esta sexta-feira um campo de férias olímpico para crianças. O Campo Olímpico Portugal by Bridgestone é fruto da parceria entre o COP e a marca de pneus e promete ser o sítio ideal para os mais novos passarem as férias: rodeados de desporto, trabalho de grupo e fair play.

A primeira edição do campo de férias vai ser dedicada às modalidades olímpicas de inverno: o cenário idílico da Pousada da Juventude da Serra da Estrela dá o mote para a prática de vários desportos e muitas atividades ao ar livre, como montanhismo e caminhadas. Em entrevista ao Observador, o presidente do COP acredita que “o mediatismo dos últimos Jogos Olímpicos de inverno, principalmente a participação portuguesa”, pode suscitar o interesse dos mais jovens.

José Manuel Constantino garante que o Campo Olímpico Portugal “ajudará a transmitir as mensagens e a cultura olímpica aos jovens portugueses”. A certeza do sucesso leva o COP a pensar já numa segunda edição, desta vez durante as férias de verão e com modalidades olímpicas, naturalmente, de verão.

O Campo Olímpico foi apresentado esta sexta-feira no auditório do Comité Olímpico de Portugal. No evento, para além de José Manuel Constantino, estiveram presentes vários atletas olímpicos que se associaram ao projeto e vão participar ativamente durante os dias do campo de férias. Susana Feitor — a primeira atleta olímpica medalhada numa grande prova internacional de marcha por Portugal — é um dos nomes de destaque.

Susana Feitor considera que para um atleta — esteja ele no ativo ou já retirado — é sempre especial partilhar o espírito olímpico. “Somos chamados frequentemente por escolas para falar sobre trabalho de grupo, fair play, empenho, e é sempre importante partilhar esses ensinamentos com os mais novos”, afirma a atleta, medalha de bronze nos Mundiais de Helsínquia, em 2005.

Num mundo em que a obesidade e o sedentarismo dos mais jovens causam cada vez mais preocupação, Susana Feitor não tem dúvidas sobre o papel fulcral da prática do desporto. Questionada sobre o assunto, a atleta é peremptória:

Então não? E não só pela obesidade, a prática do desporto tem vários efeitos benéficos e é cada vez mais importante torná-la algo habitual e que seja falado nos nossos dias”, explicou a atleta olímpica ao Observador.

A fase de inscrições para o Campo Olímpico — para jovens entre os 12 e os 16 anos — começa esta sexta-feira e prolonga-se até 21 de março. As candidaturas podem ser feitas no site oficial do campo de férias, através de um quiz sobre os Jogos Olímpicos e segurança rodoviária, assim como um desafio integrado no Programa de Educação Olímpica. Nesta primeira edição, estão abertas apenas 25 vagas: mas o presidente do COP não rejeita a ideia de alargar a dimensão do projeto no futuro. Os vencedores serão anunciados entre 22 e 27 de março.