A meia maratona de Lisboa está marcada para este domingo, dia 11 de março. E para este domingo, dia 11 de março, está também previsto um agravamento das condições climatéricas. A organização da prova está a ponderar não marcar o ponto de partida na Ponte 25 de Abril — como é habitual — e já está a delinear um “plano B”. Mas a decisão final só vai ser tomada este sábado.

O Diário de Notícias diz que, principalmente devido ao vento forte, a prova poderá começar na zona de Sete Rios, junto à estação ferroviária, e percorrer o Eixo Norte-Sul até perto da saída para a Ponte 25 de Abril, em Alcântara. A partir daí e até à meta, a corrida seguiria o trajeto normal. Este plano alternativo só afeta os participantes da mini e da meia maratona: os atletas de topo, que correm na prova de distância longa, continuarão a partir de Algés.

Carlos Móia, presidente da Maratona Clube Portugal, reuniu com a Proteção Civil, a PSP, a Lusoponte e a Infraestruturas de Portugal e garante que pensam “seriamente em partir da Ponte 25 de Abril”. Contudo, a decisão só vai ser tomada numa segunda reunião, às 9h00 deste sábado, quando já existir “uma noção mais aproximada do que serão as condições climatéricas”.