Pelo menos sete pessoas morreram e outras sete ficaram feridas em três ataques com armas de fogo na sexta-feira à noite no centro de Fortaleza, no estado do Ceará, nordeste do Brasil, anunciaram fontes oficiais.

Os incidentes ocorreram em três locais diferentes do Bairro Benfica, em Fortaleza, segundo a polícia civil, que até ao momento não fez detenções.

As primeiras informações apontam para que os ataques tenham visado membros de um grupo de adeptos do clube de futebol Fortaleza.

Um dos tiroteios ocorreu num local muito frequentado por jovens, a Praça da Gentilândia, onde foram mortas sete pessoas.

Testemunhas citadas pela imprensa disseram que os atacantes eram pelo menos três homens, que chegaram ao local em dois automóveis e começaram a disparar indiscriminadamente.

“Houve muitos tiros, era mais de uma pessoa a disparar, vi gente a correr para todos os lados. Estava tudo calmo, estava a conversar com amigos, quando de repente chegaram os tipos a disparar”, disse um sobrevivente ao portal G1.

O primeiro ataque foi numa rua próxima e fez duas vítimas mortais, dois jovens que se dirigiam para a sede do grupo de adeptos com bebidas.

O terceiro foi na sede da claque, onde uma pessoa foi morta.

O estado do Ceará, um dos mais pobres do Brasil, regista nos últimos meses uma onda de violência que as autoridades atribuem a ajustes de contas entre diferentes grupos criminosos.

Também na sexta-feira, a polícia encontrou os corpos de três jovens que estavam desaparecidas desde sábado passado. As três foram torturadas e decapitadas por um grupo de homens que filmou o crime e divulgou o vídeo na internet.