Circuito Mundial de Surf

Frederico Morais por cima no dia em que John John e Matt Wilkinson foram abaixo

124

Dia de surpresas em Snapper Rocks: Frederico Morais vence Ezekiel Lau e segue para a terceira ronda, ao contrário de duas figuras do top-5 de 2017: o bicampeão John John Florence e Matt Wilkinson.

Frederico Morais venceu Ezekiel Lau na segunda ronda do Pro Gold Coast e defronta agora Kanoa Igarashi

AFP/Getty Images

John John Florence é para muitos o surfista mais completo do atual quadro do Circuito Mundial de Surf e a razão está à vista de todos: quaisquer que sejam as condições e o tipo de ondas em cada etapa, consegue sempre marcar uma posição. Mais em cima ou mais em baixo, a verdade é que, no bicampeonato conquistado nos últimos dois anos, foi pelo menos aos quartos de final (quinto lugar) em oito e nove das 11 etapas do calendário, respetivamente. Nas outras, ficou na terceira ronda (13.º). Abaixo, só recuando ao Hurley Pro at Trestles, nos Estados Unidos, em setembro de 2015 e numa altura em que voltava a competir após um período de lesão que lhe tirara duas etapas.

Na segunda ronda do Pro Gold Coast, frente ao wildcard Mikey Wright, o havaiano voltou a cair de forma precoce. E, mesmo não sendo impossível chegar ao terceiro título consecutivo como a referência Andy Irons, terá uma margem de manobra bem mais curta daqui para a frente, dependendo também se algum dos principais candidatos como Gabriel Medina ou Jordy Smith consegue a regularidade que em parte falhou em 2017. Mas as surpresas não ficaram por aqui na Austrália: Matt Wilkinson, quinto classificado nas duas últimas edições, também foi eliminado nesta parte inicial da prova diante de Michael February, sul-africano que ocupou a vaga de Kelly Slater.

E agarramos aqui no americano 11 vezes campeão mundial (a última em 2011) para falar de Frederico Morais, por mais confuso que possa parecer. Após uma longa paragem devido a uma fratura no pé, Slater apresentou-se no Pro Gold Coast apostado em regressar à competição mas, depois de falhar a primeira ronda (onde estaria com Mick Fanning e Jesse Mendes, não conseguiu também recuperar para a segunda ronda e acabou por desistir, abrindo espaço para a surpresa February. Em paralelo, o quadro de emparelhamentos mudou e o surfista português, que iria defrontar o rookie brasileiro Willian Cardoso, teve como adversário o havaiano Ezekiel Lau.

A dificuldade aumentou no plano teórico, por ter alguém pela frente que já conhecia o Circuito Mundial, mas Kikas esteve ao melhor nível e dominou a sétima bateria apesar das condições sempre traiçoeiras em Snapper Rocks, somando 12.16 pontos em cinco pontuáveis que conseguiu fazer contra os 9.90 do opositor. Agora, na terceira ronda, o surfista de Cascais terá pela frente Kanoa Igarashi, o americano que chega a passar mais tempo em Portugal do que na Califórnia pelas pessoas, pelas ondas, pela namorada e pela comida (é grande fã), e que este ano passará a competir pelo Japão (tem dupla nacionalidade), olhando já também para os Jogos de 2020.

Também nesta próxima fase, nota para o duelo entre as grandes surpresas até ao momento e alguns dos pesos pesados do Circuito: Mikey Wright, que eliminou John John Florence, terá agora pela frente Gabriel Medina; Michael February, que superou Matt Wilkinson, enfrenta Julian Wilson; e Griffin Colapinto, o destaque da primeira ronda, vai competir com Joel Parkinson. O quadro completo da terceira ronda do Pro Gold Coast (pela ordem de entrada nas baterias) é o seguinte: Owen Wright-Willian Cardoso; Mick Fanning-Conner Coffin; Kolohe Andino-Tomas Hermes; Filipe Toledo-Ítalo Ferreira; Jeremy Flores-Adrian Buchan; Gabriel Medina-Mikey Wright; Julian Wilson-Michael February; Frederico Morais-Kanoa Igarashi; Joel Parkinson-Griffin Colapinto; Adriano de Souza-Wade Carmichael; Connor O’Leary-Michel Bourez; e Jordy Smith-Michael Rodrigues.

Com Owen Wilson, Michel Bourez, Jordy Smith, Julian Wilson, Ítalo Ferreira, Griffin Colapinto, Kolohe Andino, Adrian Buchan, Jeremy Flores, Connor O’Leary e Mick Fanning apurados diretamente após a primeira fase, os resultados (e as melhores imagens) da segunda ronda foram os seguintes:

Heat 1: Mikey Wright (15.10) x John John Florence (10.76)

Heat 2: Gabriel Medina (13.00) x Leonardo Fioravanti (7.90)

Heat 3: Michael February (11.03) x Matt Wilkinson (8.97)

Heat 4: Adriano de Souza (11.40) x Ian Gouveia (10.07)

Heat 5: Joel Parkinson (17.03) x Patrick Gudauskas (9.67)

Heat 6: Michael Rodrigues (14.67) x Sebastian Zietz (10.80)

Heat 7: Frederico Morais (12.16) x Ezequiel Lau (9.90)

Heat 8: Kanoa Igarashi (10.60) x Keanu Asing (8.86)

Heat 9: Willian Cardoso (12.90) x Caio Ibelli (10.83)

Heat 10: Conner Coffin (12.20) x Yago Dora (10.60)

Heat 11: Tomas Hermes (14.93) x Joan Duru (12.17)

Heat 12: Wade Carmichael (11.74) x Jesse Mendes (11.13)

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: broseiro@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)