Matosinhos

Reparação da ponte móvel de Matosinhos depende de condições meteorológicas

A ponte móvel do Porto de Leixões, em Matosinhos, está interdita devido a uma avaria. Os trabalhos de reparação dependem das condições meteorológicas e vão durar uma semana.

ESTELA SILVA/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

O início dos trabalhos de reparação da ponte móvel do Porto de Leixões, em Matosinhos, distrito do Porto, está dependente da melhoria das condições climatéricas e durará uma semana, informou esta terça-feira a APDL. Em resposta à agência Lusa, a Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL), afirmou dispor de “todos os materiais necessários para conseguir reparar a avaria” numa das articulações do tabuleiro norte da travessia automóvel e pedonal entre Leça da Palmeira e Matosinhos.

“Assim que estejam reunidas as condições meteorológicas para se proceder à reparação, a mesma dura cerca de uma semana”, referiu a APDL. A ponte está “interdita” devido a uma “avaria imprevista” registada na sexta-feira à noite, obrigando ao desvio do tráfego automóvel para o viaduto da autoestrada A28.

Portugal continental e os arquipélagos dos Açores e da Madeira vão ser afetados a partir deste dia pela passagem da depressão Gisele, que vai trazer chuva e vento forte e agitação marítima, disse a meteorologista Ângela Lourenço do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA). Todos os distritos de Portugal continental vão estar na quarta-feira sob aviso amarelo, uns devido a agitação marítima e outros por causa da chuva e vento forte, acrescentou o IPMA.

O IPMA emitiu também aviso amarelo entre as 15h00 de quarta-feira e as 06h00 de sexta-feira para toda a costa portuguesa devido à agitação marítima, prevendo-se ondas de oeste com quatro a cinco metros, passando gradualmente a ondas de noroeste.

De acordo com a Marinha Portuguesa, as barras de Caminha, Vila Praia de Âncora, Esposende, São Martinho do Porto e Ericeira estão fechadas à navegação e as de Viana do Castelo, Póvoa do Varzim, Vila do Conde, Douro e a de Aveiro estão condicionadas.

A APDL garante transporte gratuito de passageiros com autocarros a circular de “dez em dez minutos” durante o dia até que seja feita a reparação da avaria. As paragens deste transporte localizam-se, em Matosinhos, no acesso nascente à Ponte Móvel (junto à paragem da Resende) e, em Leça da Palmeira, por baixo da Ponte (junto à paragem dos STCP), indicou no sábado a APDL. O tráfego automóvel está a ser canalizado para a A28.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)