Celebridades

Claire Foy recebeu menos dinheiro do que Matt Smith em “The Crown”

Nem a rainha se safa. Os produtores da série "The Crown" confessaram na terça-feira que a atriz que dá vida à rainha de Inglaterra recebeu menos do que o ator que faz de Filipe, duque de Edimburgo.

Claire Foy recebe cerca de 32 mil euros por episódio.

Alexander Koerner/Getty Images

Até a rainha de Inglaterra tem problemas no que toca a balança salarial. Expliquemo-nos: Claire Foy, a atriz que interpreta a rainha Isabel II enquanto jovem na série “The Crown”, recebeu menos dinheiro do que o ator que faz de seu marido. A diferença salarial foi reconhecida pelos produtores da série na terça-feira, durante uma conferência em Jerusalém.

As desigualdades salariais na indústria do entretenimento têm sido um tema bastante discutido nos últimos tempos, mas este caso acaba por ser mais polémico, com a imprensa internacional a prestar-lhe particular atenção. Afinal, a série dedica-se principalmente à história da rainha Isabel II, ainda que contemple as peripécias de personagens secundárias, e encontra em Claire Foy a atriz principal.

A série estreou em 2016 e segue agora para a terceira temporada. @ Divulgação

Os produtores da série justificam a desigualdade salarial pelo facto de Matt Smith, que faz de Filipe, duque de Edimburgo, ser um ator já com carreira feita em Inglaterra — participou na série “Doctor Who” entre 2010 e 2013 — e ser, por isso, mais conhecido do que Claire Foy. Mas com o avançar da série foi Foy quem se notabilizou: a atriz de 33 anos ganhou um Globo de Ouro de Melhor Atriz pela sua performance nos primeiros episódios e foi nomeada na mesma categoria na segunda temporada (foi ainda nomeada para um Emmy). Matt Smith, de 35, não gozou de tanto prestígio, recorda o jornal The New York Times, que tentou chegar à fala com representantes da Netflix e também dos dois atores em questão, que, neste caso, não responderam em tempo útil.

Confessada a situação, os produtores asseguram que vão nivelar os salários e que, já a contar com a terceira temporada, “ninguém vai receber mais do que a rainha”, tal como disse Suzanne Mackie, diretora criativa da Left Bank Pinctures, que produziu a série. Acontece que Claire Foy não vai participar na vindoura temporada de “The Crown”, uma vez que os produtores estão determinados a trazer um novo elenco — os novos episódios vão centrar-se nas décadas de 1960 e 1970, sendo que, até agora, a história tem explorado os anos 1940 e 1950.

Não é conhecido o valor que Matt Smith recebeu pela sua performance na série, apenas que Claire Foy terá ganho 40.000 dólares (cerca de 32.000 euros) por episódio, tal como escreve a Variety, e que o orçamento da série fica em cerca de 7 milhões de dólares (5.7 milhões de euros) por episódio, que é gravado durante 22 dias.

A terceira série, que vai começar a ser filmada em julho, vai destacar a história de Camilla Parker Bowles e introduzir uma jovem princesa Diana. Olivia Colman vai substituir Claire Foy e Helena Bonham-Carter vai interpretar o papel de princesa Margarida. Ainda não é conhecido o ator que vai dar vida a um duque de Edimburgo mais velho.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: acmarques@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)