Rádio Observador

Turismo

Mais de um milhão de turistas visitaram Portugal em janeiro, um recorde

106

Dados do INE mostram uma desaceleração do crescimento mas os números continuam a quebrar recordes. Procura por parte dos residentes está a compensar menor crescimento do turismo estrangeiro.

MÁRIO CRUZ/LUSA

O setor do turismo continua a bater recordes mas começou o ano de 2018 com o menor crescimento dos últimos quatro anos, revelam dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) publicados esta quinta-feira. Pela primeira vez num mês de janeiro, houve mais de um milhão de visitantes (o que corresponde a 2,5 milhões de dormidas). Os dados são relativos ao setor da hotelaria, em vários segmentos, e mostram que o mercado interno está a ter cada vez mais importância.

“Os estabelecimentos hoteleiros e similares registaram 1,0 milhões de hóspedes e 2,5 milhões de dormidas em janeiro de 2018, correspondendo a variações de +3,7% e +5,1% (+11,5% e +10,0% em dezembro, respetivamente)”, indica o INE, acrescentando que “as dormidas do mercado interno aumentaram 7,0% (+12,2% no mês anterior) e as dos mercados externos cresceram 4,3% (+8,7% em dezembro)”.

O gráfico do INE com as taxas de variação homóloga mostra como o mercado interno está a ter cada vez maior importância — contribuindo com cerca de 765 mil dormidas –, ao mesmo tempo que se nota uma desaceleração do mercado externo.

Os dados do INE para o mercado externo mostram, também, que está a notar-se um crescimento superior a 50% nas visitas por parte de turistas vindos da Suécia. “São também de destacar as evoluções dos mercados norte-americano (+22,0%) e brasileiro (+15,3%)”, acrescenta o INE. Pela negativa, os britânicos estão a vir menos a Portugal, uma tendência que já se arrasta há vários meses, e recuou 7,2% em janeiro.

Os números de alemães e espanhóis caíram mas depois de subidas nos últimos meses — o inverso aconteceu com o mercado francês, que cresceu 16,3% depois de uma pequena queda em dezembro.

No ano passado, o turismo português registou máximos históricos com mais de 20 milhões de turistas a visitarem o território ao longo de todo o ano (o que foi um crescimento de 8,9% face a 2016).

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: ecaetano@observador.pt
Combustível

O mundo ao contrário /premium

João Pires da Cruz

Se o seu depósito é mais importante do que aquilo que os pais deste bebé sentiram quando lhes disseram que o filho deles morreu instantes depois do nascimento, é porque tem o mundo ao contrário.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)