Emprego

Portugal com terceira menor taxa de ofertas de emprego no 4.º trimestre de 2017

Portugal registou a terceira menor taxa de ofertas de emprego entre os Estados-membros. República Checa, Bélgica e Alemanha estão entre os que registam taxas mais elevadas.

Rodrigo Baptista/LUSA

A taxa de ofertas de emprego na zona euro subiu para 2,0% no quarto trimestre de 2017, manteve-se estável nos 2,0% na UE e Portugal registou a terceira menor entre os Estados-membros, segundo o Eurostat. Na zona euro, a taxa de ofertas de emprego aumentou, entre outubro e dezembro últimos, para os 2,0%, face aos 1,7% homólogos e aos 1,9% do terceiro trimestre de 2017. Na União Europeia (UE), o indicador manteve-se estável nos 2,0% face ao trimestre anterior, taxa que representa uma subida face aos 1,8% ao período homólogo de 2016.

Segundo o gabinete de estatísticas da UE, Portugal e a Bulgária registaram a terceira menor taxa de ofertas de emprego, no último trimestre de 2017 (0,8% cada), depois da Grécia (0,1%) e de Espanha (0,7%), entre os países para os quais os dados são comparáveis (todos exceto Dinamarca, França, Itália e Malta). As maiores taxas de ofertas de emprego foram observadas na República Checa (4,4%), Bélgica (3,4%), Alemanha (2,8%), Holanda e Reino Unido (2,6% cada). No quarto trimestre de 2017 e na comparação homóloga, o indicador subiu em 23 Estados-membros, manteve-se estável na Bulgária e em Espanha e recuou na Grécia e na Roménia (-0,2 pontos cada).

Em Portugal, os 0,8% representam uma subida homóloga (0,7% no quatro trimestre de 2016) e um recuo na comparação em cadeia (0,8% entre julho e setembro últimos).

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Trabalho

Teletrabalho é modernidade laboral

Fabiano Zavanella

Defendemos que a tecnologia, aliada ao teletrabalho, é uma contribuição enorme para o problema da mobilidade urbana, principalmente nos grandes centros, e uma das soluções para minorar o desemprego.

Educação

Estado-educador e Estado-cultura, em marcha?

Mário Pinto

Não existe uma educação para a cidadania única e institucional. Há várias concepções de cidadania, mesmo como concepções de vida democrática, pois há pluralismo social e cultural, ou moral e religioso

Igreja Católica

A Europa e a Páscoa dos Cristãos no Mundo

Raquel Vaz-Pinto
202

Ao celebrar a Páscoa e a sua compaixão devíamos reflectir sobre os sacrifícios dos cristãos que vivem longe e fazer a pergunta difícil e dolorosa: conseguiríamos manter a Fé e de seguir o seu exemplo?

NATO

Os 70 anos da NATO, vistos da Europa


João Diogo Barbosa

Não só o “exército europeu” se tornou um dos temas essenciais para o futuro, como foi possível, pela primeira vez, a aprovação de um Programa Europeu de Desenvolvimento Industrial no domínio da Defesa

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)