Yann Arnau, um artista do Cirque du Soleil morreu durante uma atuação na noite deste sábado, em Tampa, na Flórida, nos Estados Unidos da América. O acrobata caiu de uma altura de cerca de quatro metros enquanto se pendurava numa fita durante um número com outro circense.

Em comunicado citado pela revista Time, Daniel Lamarre, presidente executivo do grupo Cirque du Soleil disse: “Toda a família Cirque du Soleil está chocada e devastada com esta tragédia. O Yann esteve connosco nos últimos 15 anos e era amado por todos os que tiveram a oportunidade de o conhecer”.

Lamarre afirmou ainda que “nas próximas semanas o nosso foco é ajudar a família de Yann e os nossos colaboradores, especialmente a equipa do VOLTA [nome do espetáculo em tour]”.

As duas atuações que estavam agendadas deste mesmo espetáculo foram canceladas.

Em 2013, Sarah Guillot-Guyard, de 31 anos, morreu também durante um número acrobático durante um espetáculo. Foi a primeira morte registada na história do Cirque du Soleil durante uma atuação.