Um projeto-piloto do Centro Champalimaud pretende utilizar drones para fazer o transporte rápido de amostras biológicas entre o centro e o laboratório de análises. A demonstração oficial deste futuro serviço, que pretende reduzir o tempo de resposta, foi feita esta segunda-feira.

Neste momento, ainda está em curso o processo de obtenção de autorização formal dos voos com drone no percurso entre a Fundação Champalimaud e o laboratório das análises clínicas pela Autoridade Nacional de Aviação Civil (ANAC), noticiou o Diário de Notícias.

Leonor Beleza, presidente da Fundação Champalimaud, anunciou o início do programa Fast-Track Pâncreas. A ideia do programa é fazer um diagnóstico tão precoce quanto possível do cancro do pâncreas, para que o tratamento se inicie o mais cedo possível.

O cancro do pâncreas é dos cancros com mais baixa taxa de sobrevivência e poderá tornar-se, em 2020, a segunda causa de morte por cancro a nível mundial.