A Reserva Federal (Fed), banco central norte-americano, aprovou esta quarta-feira a primeira subida das taxas de juro deste ano, numa altura em que as perspetivas da economia norte-americana se reforçaram.

A subida de um quarto de ponto percentual já era esperada e as taxas de referência ficam agora entre 1,5% e 1,75%, indica um comunicado do comité de política monetária que, sem falar no estímulo da redução de impostos, reconhece que “as perspetivas da economia se reforçaram nos últimos meses”.