Concertos

Fadista Cristina Maria apresenta novo álbum “Livremente” em Leiria

Cristina Maria vai pisar o palco do Teatro José Lúcio da Silva, em Leiria, na sexta-feira. A fadista vai estrear o álbum "Livremente" ao vivo. Este é o quarto álbum da artista.

Tiago Petinga/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

A fadista Cristina Maria apresenta na sexta-feira, em Leira, o seu novo álbum, “Livremente”, no qual se estreia como compositora, em que gravou, além de fados, uma morna e temas do folclore português.

“Este novo álbum espelha as minhas referências na música, é um álbum mais maduro, estreio-me como compositora, voltei a tocar clarinete e, além de fados, entre inéditos e alguns já conhecidos, canto uma morna e temas de música tradicional portuguesa”, disse Cristina Maria, em entrevista à agência Lusa.

No anterior álbum, “Na Voz das Mãos”, editado há cerca de cinco anos, a fadista assinou a autoria de um tema, mas, neste novo CD, assina a letra e música de “Livremente”, que dá título ao disco, e também a letra do tema de abertura, “O Silêncio da Noite”, musicado por António Neto, que a acompanha à viola.

O CD, produzido por António Neto e Fernando Nunes, é constituído por doze temas, entre os quais “Que Fazes Aí Lisboa”, de Arlindo de Carvalho, do repertório de Amália Rodrigues, uma das referências de Cristina Maria, e ainda outras recriações, designadamente “Senhora da Nazaré”, de João Nobre, criação de Alberto Ribeiro, ou “Onde Deus Me Possa Ouvir”, do brasileiro Vander Lee.

De Cabo Verde, Cristina Maria recuperou a morna “Santa Bárbara” e, do repertório da música tradicional portuguesa, “Senhora do Almortão”, “Cantiga Bailada” e “Se Fores ao Alentejo”.

Entre os temas inéditos, além dos dois de sua autoria, a fadista, que também é escultora, gravou “Esse Lugar”, de Tiago Torres da Silva, “Meu Amor Onde Navegas”, de Mário Rainho, e “Utopia”, de Catarina Carvalho, todos musicados por António Neto.

Além de António Neto, na viola, a fadista é acompanhada por Ricardo Silva, na guitarra portuguesa, Jorge Carreiro, no contrabaixo, e ainda Abílio Caseiro, no cavaquinho, Ricardo Mateus, na viola de arco e as Adufeiras de Monsanto, além de intérpretes de cante alentejano.

Todos estes músicos partilham o palco do Teatro José Lúcio da Silva, em Leiria, na sexta-feira, com Cristina Maria, na estreia do álbum ao vivo.

“Devemos sentir que cada passo que damos, estamos a avançar e a crescer um pouco mais, e este ‘Livremente’ é um crescer de outra consciência. Foi um disco muito desejado por mim e até do público que me acompanha, com uma consciência muito maior daquilo que eu queria fazer”, afirmou a intérprete.

“Livremente” é o quarto álbum da fadista, em dez anos de carreira, o primeiro sem produção do músico Custódio Castelo, que projeta apresentar numa digressão internacional que começa no dia 06 de abril próximo, na Eslovénia.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)