Stormy Daniels considera-se livre para falar e vai mesmo fazê-lo. A atriz de cinema pornográfico que diz ter tido um caso com o presidente norte-americano, Donald Trump, vai dar uma entrevista e com ela fazer revelações que podem comprometer o presidente.

A entrevista vai ser transmitida este domingo, no programa “60 Minutes” do canal CBS. Stormy Daniels, cujo nome verdadeiro é Stephanie Clifford, vai ser entrevistada por Anderson Cooper.

No início do mês, a atriz pornográfica apresentou um processo contra Trump: a defesa de Daniels afirma que apenas o advogado de Trump assinou um acordo de silêncio relativamente ao alegado caso, pelo que afirma que, sem a assinatura do actual Presidente dos Estados Unidos, este não é válido.

No mês anterior à eleição presidencial — 8 de novembro de 2016 –, e durante a campanha presidencial de Trump, o principal advogado de Donald Trump, Michael D. Cohen, pagou 130 mil dólares (105 mil euros) à atriz em troca do seu silêncio. Numa declaração enviada ao The New York Times, Michael D. Cohen referiu que o pagamento foi feito por ele próprio e rejeitou qualquer envolvimento de Donald Trump e da sua empresa com aquela transação.

Stormy Daniels alega que teve um caso com o actual Presidente dos Estados Unidos vários anos antes de este assumir o cargo, entre 2006 e 2007, depois de Melania Trump ter dado à luz o único filho do casal.